Compre Agora

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Prefeito de Ibaretama anuncia exoneração de envolvidos nas investigações

Por Karpegeanne Vieira

O Prefeito Edson Moraes se colocou a disposição do MP para qualquer esclarecimento e anunciou a exoneração dos envolvidos.

O Prefeito Municipal de Ibaretama, Francisco Edson de Moraes, protocolou junto a PGJ – Procuradoria Geral de Justiça através de seu advogado Leandro Vasques, um documento onde afirma comparecer espontaneamente à PROCAP para prestar esclarecimentos sobre o suposto esquema de fraudes em licitações públicas.

O prefeito também informou por meio deste mesmo documento que já exonerou dos cargos todos os acusados de envolvimento em irregularidades da prefeitura de Ibaretama e investigados pela PROCAP.


Por telefone para o Jornal Diário do Nordeste o advogado de Edson Moraes afirmou que o prefeito está à disposição do Ministério Público para prestar todas as informações que sejam necessárias para o esclarecimento dos fatos, uma vez que as denúncias são oriundas de uma vereadora de oposição que é nora do ex-prefeito já investigado pelo TCM por irregularidades na gestão anterior.

Durante a operação da Policia Federal foram presas 21 pessoas acusadas de participação no suposto esquema de fraudes envolvendo a Prefeitura de Ibaretama e a Câmara Municipal.

Em Ibaretama a assessoria do prefeito não soube confirmar se os envolvidos já estariam  exonerados “deve está em processo administrativo para a exoneração, mais não sei informar se o processo já está concluído” informou um dos assessores por telefone.

A Denúncia

A denúncia da Prefeitura foi feita pela vereadora de oposição Elíria Maria Freitas de Queiroz, as investigações culminaram na Mega Operação “Inselberg” da Polícia Federal em parceria com o Ministério Público e o Tribunal de Contas dos Municípios.

Já com relação à Câmara Municipal de Ibaretama a denúncia foi proferida pelo ex-vereador João Vieira Picanço, Picanço se declarou culpado e denunciou um esquema de corrupção dentro do legislativo de Ibaretama.

João Vieira Picanço goza de delação premiada, por isso deve responder todo o processo em liberdade, os vereadores José Maria Cunha e Oliveira Filho tiveram suas prisões preventivas decretadas por tentarem atrapalhar as investigações, os vereadores Carliando Almeida e Daniel Souza Lopes também devem responder o processo em liberdade.

Mais informações:
Prefeitura Municipal de Ibaretama
(88) 3439 1055


Algumas informações foram extraídas do Diário do Nordeste.

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...