Compre Agora

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Colunista de site em São Paulo chama Ibaretama de País

Ibaretama está sendo destaque em todos os meios de comunicação do País durante toda a semana, destaque para o acordo dos vereadores com firma reconhecida.

Foto: Divulgação Destak
O Site DESTAK de São Paulo destacou na sua coluna DESTAK por sua redação do dia de hoje, 06, a caso de possível corrupção na Câmara Municipal de Ibaretama, e ainda teve vereador que disse que o Ibaretamanet não tinha razão para falar dos nobres edis. e quando eu dizia que Ibaretama era um País ninguém acreditava.

Confira na integra o que destacou o site paulista que também tem publicações no Rio de Janeiro e Brasília.


"O País de Ibaretama


A notícia, que circulou na semana passada, é das mais insólitas e engraçadas. Cinco dos nove vereadores da pequena cidade de Ibaretama, no sertão do Ceará, tinham um esquema de desvio mensal de R$ 4,5 mil por mês por meio do pagamento a funcionários fantasma. Dois dos vereadores chegaram até mesmo a assinar um acordo registrado em cartório no qual se estabelecia o pagamento da propina. 

O caso só veio a público porque um dos signatários do documento, que, ao ser traído pelos colegas no acerto que lhe garantia a eleição para a presidência da Câmara, resolveu denunciar. No país do mensalão, a história só ganhou destaque para além das fronteiras da cidadezinha de 12 mil habitantes porque havia o tal documento registrado em cartório. Assim, tornou-se uma espécie de síntese escrachada da falta de qualidade da prática política. 

Corrupção não é novidade no Brasil e sempre existiu onde quer que tenha havido dinheiro e poder. Os vereadores de Ibaretama parecem indicar, porém, que os envolvidos nesse tipo de prática não se sentem nem mesmo envergonhados. Parece que consideram mesmo ter o direito de se beneficiar do acesso ao dinheiro público e aos gabinetes dos governos. 

Ora, se o ex-presidente Lula pode dizer que os parlamentares acusados de receber dinheiro do mensalão estavam apenas se beneficiando de recursos não contabilizados para pagar dívidas de campanha, se o seu maior argumento é o de que todos fazem isso, por que os vereadores de Ibaretama não podem considerar normal o esquema que montaram, a ponto de documentá-lo? Afinal, todo mundo faz, não é mesmo? Esse também foi um dos argumentos usados pelo ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, para explicar como conseguiu multiplicar seu patrimônio por mais de 20 em quatro anos. Numa nota enviada a parlamentares aliados, no início da crise, ele lembrou que outros ex-ministros da Fazenda e ex-presidentes do Banco Central também enriqueceram quando deixaram o posto. Ou seja, se outros fizeram primeiro (o que não é exatamente verdade), não há nada de errado nem suspeito. 

Nessa toada, o país vai virar uma grande Ibaretama. Aí, talvez seja melhor se render à lógica da política nacional: se outros não respeitam a lei, vamos todos desrespeitá-la. Estará dada a largada para o fim".


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...