Compre Agora

terça-feira, 21 de junho de 2011

Nem Ki se Laske: Que ditadura é essa?

Os coronéis se foram, mais o povo ficou ainda receoso, pois em terra que o poder manda pouco se consegue fazer contra os grandes.

É queridos leitores, estamos em Ibaretama, Sertão Central do Ceará, terra da bela Serra Azul que por sua beleza, dispensa apresentação, mais é também a terra dos grandes escândalos políticos, berço da corrupção eleitoral e referência aqui e por esse mundo afora de que a justiça chega tarde e o cidadão é que leva a pior no momento do decidir.

Ibaretama tem pouco mais de doze mil habitantes e um território grande que abriga pessoas de bem, com caráter, um povo simples que aprendeu a ser respeitoso e que dificilmente briga por seus direitos de maneira mais efetiva, pois, foi acostumado e viveu a vida inteira sob as barbas dos antigos coronéis.


Os coronéis se foram, mais o povo ficou ainda receoso, pois em terra que o poder manda pouco se consegue fazer contra os grandes, daqui vem o porquê da pouca luta do povo de Ibaretama, mais isso não significa dizer que é um povo fraco, alguns reclamam, fazem como podem e se indignam mais esses são massacrados pelo poder.

Essa breve introdução foi para mostrar o quanto é difícil lutar por independência desse povo, sim é difícil, aqui em Ibaretama ninguém pode falar, existe um medo natural nas pessoas, ora mais essa, o que tem de mal uma dona de casa reclamar para o meio de comunicação local que está faltando água na cidade? “Vixe! Posso não seu moço, gosto de ver a notícia mais não quero fazer parte dela”.

Que medo é esse que assola nosso povo? Que imagem passa uma administração que no lugar de transmitir segurança para a população passa o inverso? E isso não falo só de agora, falo de antes também, nossos administradores precisam perceber que as críticas são boas para o crescimento e não ao contrário.

Dirijo-me agora ao atual gestor, pela primeira vez me dirijo diretamente ao Prefeito Edson Moraes, admito aqui ter dado um voto na urna em vossa senhoria, mais a decepção foi bem maior que o grito de um povo sofrido que acreditava na mudança. O que aconteceu senhor prefeito? O senhor tinha nas mãos a esperança de uma população inteira, mais se deixou levar por picuinhas, por marasmos políticos que pasmem os senhores só tenho visto na cidade de Ibaretama.

Antes que venham os puxa sacos dizerem que só critico porque não faço parte da administração, digo a vocês, não preciso disso, minha família tem posses, meu pai é um agricultor e acima de tudo trabalhador que sempre me condicionou o melhor e minha mãe uma funcionária pública estadual que há 25 anos presta serviço à população de Ibaretama, e eu senhores, vivo as minhas custas pelo meu suor e meu trabalho e fico triste ao ver o próprio povo defendendo a corrupção.

Volto ao prefeito e admiro a coragem de enfrentar a crise que assola o seu governo de cabeça erguida, mais é necessário mais, é necessário bem mais transparência, é importante que sua equipe da comunicação trabalhe e informe o povo o que realmente o seu governo está fazendo para enfrentar tudo isso, a mídia senhor prefeito quando bem usada consegue de maneira eficaz transformar a opinião pública, mais não é comprando a mídia e sim participando com ela os feitos que a mesma tem a obrigação de informar quando pelo bem da população.

Em dois anos de governo a população ficou sem informação, falta água e ninguém sabe por que, acontece um problema no governo e ele permanece calado, e o pior, cala-se o governo e o povo e quando um meio de comunicação tenta checar com suas fontes é ameaçada de processos, uma tentativa de maquiar a verdade.

No meio dessa crise é necessário que o senhor prefeito use a transparência e informe para a população quem foi demitido de fato e de direito da Prefeitura Municipal de Ibaretama e ainda quem é que se encontra com processo administrativo aberto.

Ora, eu mesmo fui agredido por um ente público quando estava exercendo meu ofício e duvido, duvido mesmo, que tenha sido sequer dado uma advertência pela administração. Como ninguém quer falar nessa cidade, me obrigo a dizer, aqui está instalada uma ditadura disfarçada de democracia, um regime autocrata que dispensa comentários.

Uma vez alguém me disse “ainda acredito na palavra de um homem” e eu sigo dizendo, acredito agora apenas em Deus, pois, esse é fiel, o homem de palavra também acredita nele e acima de tudo o teme, pois a justiça dos homens quando tarda, a de Deus vem a galope como que em socorro de seu povo, assim foi no Egito, assim será para a eternidade. 

As opiniões aqui expressadas não necessariamente coincidem com o Ibaretamanet.com.



Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...