Compre Agora

sábado, 18 de junho de 2011

Mulher é atropelada fazendo cooper na inacabada estrada do Cedro


Por Fábio de Oliveira
Pista de pedestre e ciclovia não foram concluídas
Na manhã de ontem, sexta-feira (17), mais um acidente foi verificado na cidade de Quixadá, mais precisamente na Estrada que liga o centro ao açude Cedro. O acidente foi causado por um motociclista que atropelou um pedestre que caminhava no “acostamento” da estrada. Espere um pouco, caminhava no acostamento da estrada?
A milionária obra do açude do Cedro que custou 7 milhões aos cofres da união, sequer tem acostamento, veja foto ao lado, uma obra que há suspeições de superfaturamento e desvios de recursos públicos, recebeu ainda em 2008 o dinheiro e ainda não foi concluída e nem prestado contas e não  se sabe porquê?

O acidente dessa vez foi Maria do Socorro Silva Mesquita, 39 anos, solteira, natural de Sobral, residênte na cidade de Fortaleza, foi atropelada por uma motocicleta e conduzida por Francisco Carlos Alves Maciel, 26 anos, agriculto. A vitima foi socorrida para o Hospital Eudásio Barroso, com uma fratura na bacia e sangramento vaginal, enquanto que o acusado foi preso e conduzido a DRPC, onde foram adotadas as medidas cabíveis, tendo em vista haver sido feito o teste do bafômetro, com o apoio da guarnição da PRE, sendo comprovada sua embriaguez com o resultado de 0,94mg/l. A vítima caminhava com outra amiga nas primeiras horas do dia, na hora de socorrer houve também dificuldades para o socorro imediato ao ser solicitado uma ambulância no hospital Eudásio Barroso.
A triste realidade das obras públicas na cidade de Quixadá já vem sendo relatada aqui pelo portal Revista Central, obras públicas que estão paralisadas por pura falta de vontade politica e que já mereceria investigações mais apurados dos poderes constituídos. Não é o primeiro e não vai ser o último fato a ser registrado na referida estrada que está perigosa e já fez vitimas fatais, até quando teremos essas lamentáveis notícias estampadas nos meios de comunicação da cidade? Ou será que é pura invenção do colunista perseguidor?
Está na hora do Ministério Público e Tribunal de Contas do Município – TCM, cobrar dos gestores responsáveis pela milionária obra inacabada a devida prestação de contas do dinheiro que chegou. Para concluir gostaria que a Câmara de Vereadores do município tomassem uma atitude mais drásticas em relação a esses projetos de obras inacabadas, ou teremos que esperar pela conclusão da obra do Cedro para a Copa 2014 ou Olimpíadas 2016?
Fabio de Oliveira
Colunista
As opiniões aqui expressas não necessariamente coincidem com a da Revista Central


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...