Compre Agora

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Missa do vaqueiro atrai multidão em Quixeramobim


Entre os 240 vaqueiros, havia a participação de crianças e adolescentes.
A cidade de Quixeramobim, no Sertão Central cearense, tem por tradição, desde sua criação, em 1712 o criatório de gado leiteiro. A atividade constitui-se na maior fonte de renda do município, que possui a maior bacia leiteira do estado do Ceará, com uma produção diária de 110 mil litros de leite. O vaqueiro é uma presença constante desde os tempos que remontam o “ciclo do couro”. Daí a tradição na realização da celebração da “Missa do Vaqueiro” durante a programação da Festa do Padroeiro Santo Antônio. Patrimônio histórico imaterial, a missa aconteceu na noite deste sábado, 4, na Praça Capitão Dias Ferreira, em frente à Igreja do Senhor do Bonfim e reuniu cerca de três mil pessoas, contando com a participação de 240 vaqueiros.

Os vaqueiros foram reunidos pelo líder da categoria João Lemos. Entre os 240 vaqueiros, havia a participação de crianças e adolescentes, além de experientes campeadores de gado brabo. A celebração do ato litúrgica ficou a cargo do padre Adauto Farias, que esteve parametrado de vaqueiro: gibão, perneira, estola e chapéu de couro.
Para manter a tradição nordestina da celebração em homenagem ao vaqueiro, um grupo de forró tradicional pé de serra, comandado pelo sanfoneiro Nonô, Elton e Luiz Paulo, encantaram os presentes no acompanhamento ao padre cantor Adauto. Os vaqueiros durante o ofertório se inseriram na tradição doando suas peças de arreio e vestimentas. Na praça onde o IBGE fez a localização como centro geográfico do estado serviu de palco para vaqueiros e suas montarias enquanto assistiam a santa missa. Depois de participarem da celebração os vaqueiros se dirigiram até um clube para um churrasco de confraternização e por último, um arrasta pé.
O vaqueiro e repentista Luiz Monteiro, que no ano de 1980, em Fortaleza, estádio Castelão durante a celebração de missa pelo falecido Papa João Paulo II, lhe rendeu homenagem colocando um chapéu de couro na cabeça, e disso ele se orgulha muito, prestou homenagem aos colegas vaqueiros por ocasião do encerramento com o tradicional aboio, símbolo da bravura e trabalho na lida diária com o rebanho. O vigário padre Francisco Sérgio de Oliveira oriundo da cidade de Fortaleza ficou emocionado, ao ouvir tamanha manifestação da cultura sertaneja.
Durante a benção final Padre Adauto Farias, feliz por ter pelo segundo ano consecutivo rezado a Missa do Vaqueiro agradeceu a todos e se despediu com as musicas do rei do Baião Luiz Gonzaga, asa branca e ave-maria sertaneja. O povão já acostumado com o repertório do padre cantor foi ao delírio numa noite memorável para a cultura e a história de Quixeramobim, berço de Antônio Vicente Mendes Maciel – “O Conselheiro”.
Crisanto Teixeira
Acesse também: CrisantoTeixeira
Jackson Perigoso
Edição

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...