Compre Agora

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Personalidades: O Homem que agiu pela sociedade é promovido.

Por Alex Pimentel
"todos somos iguais perante a sociedade, a justiça e perante Deus" Neuter Marques. Sua atuação em Ibaretama foi implacável contra a corrupção.
Foto: Alex Pimentel
A promoção do juiz de Direito Neuter Marques Dantas Melo foi festejada no fechamento da semana passada no Fórum de Justiça Desembargador Avelar Rocha, em Quixadá. Juízes, advogados, o delegado regional de Polícia Civil, Marcos Sandro de Lira , o comandante do 11º Batalhão Policial Militar, tenente-coronel Edivar Azevedo Rocha, e do Ronda do Quarteirão, capitão Adriano Cavalcante, uniram-se aos funcionários do Fórum no almoço de despedida. Sem formalidades, o homenageado discursou destacando a igualdade entre todos, perante a sociedade, a justiça e Deus.

Foram necessários pouco mais de 12 meses para o magistrado demonstrar seu empenho em defesa da sociedade da “Terra dos monólitos”, como também é conhecido este Município. Pelo critério de merecimento foi promovido para assumir a 8ª Vara, da Comarca de Caucaia. Atuou em Quixadá de junho de 2010 ao início de agosto. Ele assumiu sua nova missão no último dia 11, mas fez questão de se despedir de todos. Embora considerado um “juiz linha dura” seu carisma conquistou muitos admiradores, até mesmo adversários de Tribunal.
Durante sua missão à frente da 2ª Vara de Justiça de Quixadá o juiz Neuter Marques expediu aproximadamente 60 mandatos de busca e apreensão entre as Comarcas local e a vinculada de Ibaretama, pela qual também respondeu. Cerca de 40 ordens judiciais culminaram com a prisão de dezenas de traficantes e outras prisões, prestando fundamental suporte à Polícia Judiciária e aos trabalhos preventivos realizados nestas duas cidades. O apoio o magistrado foi fundamental para tirar de circulação alguns dos maiores traficantes de drogas da região.  Dois deles já foram condenados. O primeiro a 12 anos de prisão e o segundo, a 16 anos de reclusão.
Dentre as muitas ações do magistrado promovido, uma medida liminar em Ação Civil Pública, obrigando o Município de Quixadá a fiscalizar o uso excessivo de paredões de som e determinando multa de R$ 1.000,00 para quem descumprir a ordem, além de determinar a apreensão do aparelho de som.  Também decretou a prisão preventiva de dois vereadores e do secretario de Obras de Ibaretama. Expediu cerca de 20 mandados de busca e apreensão e prisão temporária de membros da comissão de licitação e empresários supostamente envolvidos em um esquema de corrupção e desvio de verbas em Ibaretama.
Adaptado do Blog Diário Sertão Central - DN
Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...