Compre Agora

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Associação esclarece reportagem sobre banheiros em Solonópole


Redação
A presidenta mostrou fotos de todos os beneficiados para comprovar que não há irregularidades.
O portal Revista Central, publicou no dia 17 de Agosto de 2011, a reportagem denunciando possíveis irregularidades na construção de banheiros no município de Solonópole, no Sertão Central cearense.Kits sanitários causam mau cheiro em Solonópole”, de autoria do blog parceiro e assinado pelo correspondente Antônio Elanio.

A matéria denunciou que Associação Comunitária João Enéas da Silva, da comunidade do Riacho do Pontal, localizada no distrito de Assunção, seria a responsável pela construção, entretanto, não havia construído todos os banheiros licitados. A presidenta da Associação, Maria Vilaneide Pinheiro, juntamente com o tesoureiro Antônio Divanilson Bezerra da Silva e o vereador Francisco Chagas Bezerra-PRB, cujo é casado com a presidenta da entidade, bem como com o presidente do diretório municipal do PRB, José Wilder Nogueira Landim estiveram na redação do portal Revista Central e mostraram documentos, fotos e outros materiais que comprovam que não há qualquer irregularidade no projeto.
Conforme Maria Vilaneide Pinheiro, por ser esposa do vereador de oposição, a sua entidade tem sofrido perseguição politica e que até o momento foram construídos 50 banheiros, sendo que ainda restam a ser construídos mais 100, cujos fazem parte da segunda etapa do projeto. Ela mostrou inclusive documentos de licitação e garante que jamais pagou a empresa licitada vencedora.
Equivocadamente a reportagem dizia que a empresa WM, do empresário José Madson Nogueira Landim havia sido a vencedora da licitação, ele esclarece que não conduz com a realidade e que a vencedora trata-se da empresa AF Construções Ltda. com sede no município de Alto Santo, porém, pertence ao seu irmão José Wilder Nogueira.
Dizia a reportagem: “Segundo o apurado por nossa equipe de reportagem do blog Solonópole, foi liberado 50% da verba antes do início da construção dos kits, aproximadamente há dois anos, mas pasmem, os banheiros não foram construídos e agora com a explosão do escândalo, a empresa começou a fazer as obras”, a presidenta explicou que foi iniciada a segunda etapa do projeto porque o dinheiro foi liberado recentemente.
“Desconfiado de possíveis atos ilícitos, tesoureiro da associação, Antônio Divanilson Bezerra da Silva, conhecido por Teté, que mesmo sendo pressionado, não libera o restante do dinheiro”. O tesoureiro disse que jamais sofreu pressão da presidenta e que não tem o pseudônimo de Teté.
Para o vereador Francisco Chagas Bezerra, tudo isso foi movido por perseguição politica, com objetivo de destruir este grande projeto que está mudando a realidade dos moradores da associação.


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...