Compre Agora

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Alunos apoiam professores em greve

Por Karpegeanne Vieira

Professores na rua, governador, a culpa é sua!, foi o grito de guerra dos apoiadores da greve.

Depois de Quixadá e Quixeramobim foi à vez de alunos do município de Ibaretama saírem às ruas para apoiar professores da rede estadual de ensino que estão em greve há uma semana. Com faixas cartazes e apitos de alerta, alunos, professores e simpatizantes da greve dos professores da rede estadual saíram pelas principais ruas da sede do município de Ibaretama, a frente um som deixava claro o tom da macha, “Professores na rua, Governador, a culpa é sua!”.


A manifestação que contou com o apoio de estudantes da única escola estadual no município de Ibaretama, Cônego Luiz Braga Rocha, foi realizada na ultima sexta-feira (12), a escola que está sem aula há uma semana e sem previsão de retorno está deixando em média seiscentos alunos da rede de ensino médio sem aula desde que iniciou a greve.

Pelas ruas a população apoiou os professores, alguns lamentaram a situação que se encontra os professores da rede estadual, o município de Ibaretama, por exemplo, paga a seus professores melhor que o estado em comparação ao salário base e benefícios. Durante a manifestação professores de Quixadá davam apoio aos colegas.

Desde o início da greve que o sindicato da categoria tenta fortalecer a paralisação, ações como essa estão sendo planejadas em todos os municípios do Sertão Central, a greve é geral e envolve interior e capital, segundo a APEOC, a greve foi inevitável depois que o governador encerrou as negociações que vinham sendo realizadas entre o estado e o sindicato.

Enquete:
“O professor tem direito a um piso salarial justo, apoio a greve dos professores e considero um direito essencial para garantir os seus diretos”. José Torres – Eletricista.

“Que pena ter muitos alunos sem aula, o governador precisa resolver logo essa situação, apoio a greve e me solidarizo com os profissionais da educação do Ceará que têm o quinto pior salário do país”. Tarcisio Aires – Agricultor.

“O que ele pensa que está fazendo? Como posso me preparar para o Enem, se estou sem aula? Será que ele pensa que isso é bom? Apoio meus professores e culpo o governador por essa situação, educação de qualidade não se faz dessa forma, o único culpado disso tudo é o governador que é insensível com a educação”. Maria Raquel – Estudante, 17 anos.

Mais informações:
Escola Cônego Luiz Braga Rocha
(88) 3439 1050



Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...