Compre Agora

sábado, 11 de dezembro de 2010

Vereador Carliando Almeida é eleito presidente da Câmara de Ibaratema


Por Jackson Perigoso
Nova diretoria terá a missão de evitar as polemicas vivenciada em 2010.
Foto Chico Javalí 
Neste mês de dezembro tem acontecido eleição em todas as câmaras municipais de todo o país, e em Ibaretama, no Sertão Central cearense, foi realizada votação entre os parlamentares, para a escolha da nova diretoria que deve guiar os trabalhos do poder legislativo municipal. A nova composição ficará no poder por dois anos.
Pela primeira vez os vereadores tiveram que votar abertamente, aos olhos do público que compareceu a mais uma sessão polêmica daquela casa. Três vereadores disputaram os votos dos demais e para a surpresa de todos, o vereador Joverlane Neles que estava praticamente eleito, desistiu misteriosamente do pleito, em resposta a vereadora opositora Elíria Queiroz lançou o seu nome para apreciação, porém, só recebeu dois votos, o dela e do Joverlane, o seu cunhado Aldenor Queiroz e o colega de partido Carlinhos votaram contra. Carliando Almeida apoiado pelo prefeito, e Daniel Souza Lopes que faz parte da situação, porém, foi abandonado pelo seu aliado.
O resultado foi decepcionante mesmo para o vereador Daniel Lopes (PC do B) que obteve apenas o seu voto. Ele saiu logo após a sessão decepcionado com a sua votação e possivelmente fará oposição ao gestor municipal. O outro fato chamou a atenção foi à aliança do vereador Aldenor Queiroz com o grupo do prefeito, ele ficou na primeira secretaria. Eliria ficou também revoltada com os vereadores opositores que votaram na situação.
Resultado final ficou: Presidente Carliando Almeida, Vice Francisco Oliveira, primeiro secretario Aldenor Queiroz, segundo secretário Valentim.
A situação da Câmara Municipal de Ibaratema vivenciou um ano de muitas polemicas e principalmente denuncias pela mídia que colocaram em público supostos esquemas de corrupção entre alguns vereadores daquela casa. As denúncias do ex-vereador Picanço ao portal Revista Central culminaram em ação judicial na Procuradoria de Justiça dos Crimes Contra Administração Pública (PROCAP). Picanço denunciou que para ser eleito há dois anos teve que fazer acordos ilícitos para comandar o poder do pequeno município de Ibaretama.
Mais informações
Câmara Municipal de Ibaretama
(88) 3439 1059

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...