Compre Agora

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Eleição da Câmara de Ibicuitinga é movida por desentendimentos e oposição abandona plenário


Esquema de segurança foi reforçado para evitar pancadarias como estava previsto.
Uma sessão onde reuniu mais de 200 pessoas de vários grupos políticos, onde foram ver de perto a disputa para a presidência da casa legislativa municipal do município de Ibicuitinga, no Sertão Central cearense. A sessão iniciou sem um favorito e com vários candidatos, sem mesmo ter formado uma chapa.
Vaias, manifestações e um “cala boca” do presidente aumentaram os ânimos do plenário Pedro Paulo Sobrinho. Sem saber o que fazer, a sessão teve que ser interrompida por 15 minutos para que o grupo da situação na tivesse o desabou de perder a presidência. Durante o intervalo, o prefeito municipal José Edmilson Gomes (Deca), entrou em cena e foi conversar baixinho com os seus ‘aliados’.
Após o intervalo apenas duas chapas conseguiram lançar candidatos, sendo a favorita comandada pelo prefeito e a outra pela oposição. Conforme rege os procedimentos em varias casas, os candidatos dispõem de espaço para se pronunciar, porém, o candidato opositor Vereador Vilamar Barbosa (PP), pediu para fazer um discurso sendo negado pelo outro candidato que presidia a sessão Franzé Carneiro (PP), do mesmo partido. Nesse momento o microfone do opositor foi cortado para o desespero do parlamentar que lamentou, mesmo assim ficou falando e convidou o seu grupo a se retirar o plenário.  Com o protestante uniu-se os vereadores Júnior Girão (PMDB), Coca Nobre (PMDB), César do Mudo (PSB) ambos da oposição se retiraram da sessão. Para evitar tumulto e possíveis agressões, as equipes do Pró-Cidadania e da Polícia Militar reforçaram o contingente.
 Com a retirada da oposição, o presidente mostrou as cédulas de papel e em seguida cada vereador efetuou o seu voto ‘secretamente’ em uma caixa de papelão. Já sabendo quem venceria após o protesto da base adversária da gestão pública, os populares iniciaram também a sua retirada, ficando apenas servidores municipais, na maioria desconcursados. Os presentes a cada votos teciam aplausos e um vereador chegou a soltar beijos como forma de chacotar a oposição.
A eleição para a Câmara Municipal de Ibicuitinga, recebeu apenas cinco votos e o grupo oligárquico do prefeito consagrou-se vencedor e deve comandar por dois anos.
Franzé Carneiro (PP) – Presidente
Fábio Santana (PR) – Vice-presidente
Manoel da Barbada (PT) – 1° secretário
Cristina Gomes (PHS) – 2ª secretária
Vale ressaltar que até bem antes da eleição, Franzé Carneiro, era vereador da oposição, e se lançou como presidente, porém, com apoio da situação. Segundo fonte colhida pelo portal Revista Central a Câmara não tem um regimento interno e por isso todos poderia se candidatar mesmo com o inicio da eleição.

Jackson Perigoso
Reportagem
Chico Javali
Fotos

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...