Compre Agora

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Possíveis irregularidades motivam investigação da PROCAP e TCM em Ibaretama

Devem ser ouvidas pelo menos 14 pessoas nesta quarta-feira dia 15.

A Procuradoria de Combate a Crimes contra a Administração Publica – PROCAP e o Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, devem fazer uma ação conjunta nesta quarta-feira dia 15 de dezembro no município de Ibaretama, Sertão Central. A ação é reflexo das denúncias feitas inicialmente pelo ex-presidente da Câmara de Ibaretama, João Vieira Picanço. O então parlamentar denunciou a imprensa local e aos promotores da PROCAP que teria feito acordo com vereadores de situação para ser eleito Presidente da Câmara Municipal de Ibaretama. Vieira, afirma que o prefeito de Ibaretama, Edson Moraes também sabia de todo o possível esquema montado para sua eleição. O mesmo disse várias vezes em entrevista ao Portal Revista Central que na Câmara de Ibaretama, existe uma quadrilha para desviar o dinheiro publico.

Nossa equipe esteve na Capital Fortaleza e procuramos falar com um dos promotores responsáveis pelas investigações Dr. Luiz Alcântara, que não pode nos receber pela quantidade de audiências já marcadas em sua agenda, no entanto a assessoria da PROCAP disse que os promotores estarão junto com o Tribunal de Contas dos Municípios – TCM em Ibaretama nesta quarta-feira, dia 15.

A assessoria não confirmou, mais pelo menos 14 pessoas serão ouvidas em Ibaretama nesta quarta-feira, entre elas o Prefeito Municipal, Vereadores e Secretários. Além das denúncias feitas por Vieira no caso da Câmara Municipal de Ibaretama a PROCAP investiga outros possíveis crimes cometidos contra a administração publica no município de Ibaretama.

O que mais pesa contra o citado município são possíveis crimes de Peculato, Improbidade Administrativa, Nepotismo e corrupção ativa e passiva. As investigações seguem em segredo de justiça, no entanto, nossa equipe teve acesso à trechos do depoimento de João Vieira Picanço,  em seu depoimento Vieira descreve didaticamente como se deu todo o processo que o conduziu para o cargo de Presidente e o que teria motivado sua cassação.

A vereadora de oposição Elíria Queiroz, também já foi ouvida pela PROCAP em Fortaleza, porém não tivemos acesso a seu depoimento, fontes garantem-nos que a vereadora teria em seu depoimento falado de muitas irregularidades na atual administração o que fez a PROCAP aumentar seu alvo de investigações.

Tentamos confirmar quem teria sido convidado a depor para a comissão de Promotores e Conselheiros do TCM, no entanto até o fechamento desta matéria não tínhamos obtido essa confirmação, sabe-se apenas que poderão ser ouvidos, O Prefeito Municipal Edson Morais, vereadores, Secretários Municipais, além de pessoas ligadas diretamente com a administração publica.

Mais informações
PROCAP – Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública
TCM – Tribunal de Contas dos Municípios.

Karpegeanne Vieira
Editor Chefe do Ibaretmanet.com

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...