Compre Agora

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Programa Brasil Profissionalizado constrói escolas no interior do Ceará


O Ceará recebeu R$ 231,2 milhões do programa Brasil Profissionalizado
O Ministério da Educação (MEC) entregou na quarta-feira (25) a escola estadual de educação profissional Pedro Queiroz Lima, na cidade de Beberibe (CE), a 79 km de Fortaleza. A escola integra o conjunto de 37 novas unidades escolares construídas com recursos do programa Brasil Profissionalizado no estado.
O estabelecimento tem 4,5 mil metros quadrados, 12 salas de aula, auditório, biblioteca e dependências administrativas. Tem capacidade para receber 540 estudantes para cursos de ensino médio integrado à educação profissional nas áreas de eletrotécnica, desenho da construção civil, mecânica e hospedagem.

Na educação superior, Beberibe já tem um polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB), que oferece cursos semi-presenciais ministrados pelas universidades federal do Ceará (UFCE) e estadual do Ceará (Uece). Situado no norte do estado, Beberibe se destaca no turismo e na economia. No turismo, o município é conhecido por suas praias e falésias; na agricultura, pela produção de cana de açúcar, caju, coco; possui jazidas de quartzo e feldspato; e na indústria aparece como o maior produtor de tijolos do Ceará.
Recursos
O Ceará recebeu R$ 231,2 milhões do programa Brasil Profissionalizado. Desses recursos, R$ 213,2 milhões são destinados à construção de 37 novas escolas de educação profissional; R$ 4,4 milhões para reforma ou ampliação de oito escolas, e R$ 13,5 milhões para investir na aquisição de laboratórios de informática, acervos bibliográficos e na capacitação de professores de 161 escolas estaduais de 90 municípios cearenses.No âmbito nacional, o MEC já transferiu R$ 1,5 bilhão para construção, reforma ou ampliação de escolas públicas em 23 estados. Esses recursos do Brasil Profissionalizado devem ser aplicados na construção de 176 novas escolas e na reforma ou ampliação de 543 unidades.
Alfabetização no Ceará
A alfabetização de estudantes do segundo ano do ensino fundamental no Ceará apresentou crescimento de 43,7% no período de 2007 a 2010. Os dados da avaliação de cerca de 125 mil alunos do segundo ano foram divulgados pela Secretaria Estadual de Educação do estado na quarta-feira (25).
Presente ao anúncio, o ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que o Ceará, por suas iniciativas, é modelo de educação no País. O município de Sobral está no 55º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do País e foi a única cidade da região Nordeste entre as 100 com as maiores notas no Ideb em 2009.
Para conhecer e acompanhar o processo de alfabetização de suas crianças, a Secretaria de Educação do Ceará implantou em 2007 o sistema permanente de avaliação da educação básica (Spaece-Alfa). Naquele ano, a média obtida pelos alunos do segundo ano do ensino fundamental foi de 118,9; em 2010, a média alcançou 162,6, o que representa crescimento de 43,7% em quatro anos. Isso significa que 71% dos estudantes avaliados em 2010 foram alfabetizados, contra 40% de 2007.
No Spaece-Alfa de 2010, 76,7% dos municípios cearenses alcançaram média de proficiência no nível desejável e 22,8%, nível suficiente. O sistema de avaliação do estado tem cinco níveis – não alfabetizado, alfabetização incompleta, intermediário, desejável e suficiente.
Para acompanhar o desenvolvimento escolar dos alunos até o quinto ano do ensino fundamental, a secretaria lançou na quarta-feira, um programa que compreende uma série de ações – entre elas, formação de professores, orientação curricular e ampliação do programa de livros didáticos e de literatura infantil.
Ministério da Educação / Portal Brasil

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...