Compre Agora

quinta-feira, 19 de maio de 2011

José Airton denuncia caos no sistema de telefonia móvel no Brasil


Por Jackson Perigoso
"Completar uma simples chamada é um desafio! Mas as empresas continuam oferecendo promoções".
O deputado José Airton (PT-CE) registrou em plenário o que chamou de "sofrimento" do povo do Brasil e do Ceará com os serviços oferecidos pelas prestadoras de serviços de telefonia móvel. "Quero fazer ecoar a voz do consumidor do Ceará e de todo o resto do Brasil. Sobram queixas sobre os serviços de telefonia móvel, como as cobranças irregulares, os planos de fidelização e a assistência técnica. A população demonstra grande insatisfação com a péssima qualidade da prestação dos serviços por parte das empresas de telefonia e com os altos preços de suas tarifas", ressaltou.
De acordo com o petista, "completar uma simples chamada é um desafio! Mas as empresas continuam oferecendo promoções para atrair mais e mais clientes, embora não invistam em infraestrutura da rede para acompanhar esse crescimento da demanda". A impressão que se tem, acrescentou José Airton, "é a de que, em breve, haverá um colapso no sistema e que ninguém mais vai conseguir falar com ninguém".

Segundo dados apresentados pelo deputado José Airton, em 2009, o Ministério da Justiça divulgou um balanço mostrando que o setor de telefonia era o que registrava mais reclamações entre os segmentos de serviços de atendimento ao consumidor, com 57% do total de demandas. "Pouca coisa mudou desde então", disse ele.
"O serviço público de telecomunicações é considerado essencial. A sua utilização ultrapassou os limites da mera comunicação. Hoje é utilizado para acessar a internet, redes sociais, agendas, mensagens, mobilizar as pessoas em caso de desastres, transmitir situações de flagrantes, enfim, as possibilidades são ilimitadas", explicou José Airton.
É dever das prestadoras, de acordo com o deputado José Airton, "oferecer serviço adequado e de qualidade, bem como resolver os problemas e as queixas apresentadas pelos usuários. A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicação) também precisa ser mais atuante, pois compete a ela fiscalizar e adotar as medidas necessárias para o atendimento do interesse público e para o desenvolvimento das telecomunicações brasileiras, atuando com independência, imparcialidade, legalidade, impessoalidade e publicidade".
Ainda de acordo com o parlamentar, no Ceará, o Ministério Público Estadual procura medidas a serem tomadas, como a possibilidade de entrar com uma ação civil pública para impedir a venda de novos chips. "Algo precisa ser feito, e logo! O consumidor não pode continuar à mercê das empresas de telecomunicações. O Estado precisa atuar para que esse serviço seja melhorado", frisou José Airton.


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Um comentário:

professorrufino disse...

Por falar neste deputado federal, José Airton, por sinal muito dinamico, ainda me lembro de quando do incio da administreação municipal de Ibaretama, quando o mesmo a pedido do lider politico, então vereador Dr. Picanço, recebia como presente a ordem de despacho da construção do futuro prédio da cãmara municipal deste municipio. Dr. Picanço, como sendo presidente daquele poder, fez usar de seu prestigio e conseguia essa obra tão importante para Ibaretama. Se ainda não saiu, não foi por culpa do mesmo e sim, da burocracia que normalmente acontece em obras deste quilate. Portanto, não é necessário, fazer o DNA desta importante obra, pois maternidade pertence ao grande advogado e lider politico deste municipio... Dr. Picanço.

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...