Compre Agora

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Prefeito Edson Moraes viaja a Franca-SP em busca de indústrias para Ibaretama

A visita contou com o apoio do Bispo de Quixadá D. Ângelo Pignolli.





Foto: Divulgação





Os prefeitos de Banabuiú, Choró, Ibaretama e Madalena trabalham no sentido de atrair o interesse de empresários para o Interior do Ceará. Oferecendo infraestrutura e isenção fiscal, pretendem convencer empresários de Franca (São Paulo) a montarem indústrias nestes Municípios. Será a oportunidade para geração de emprego e renda para a faixa etária produtiva de suas cidades. A iniciativa parte da Associação dos Municípios do Sertão Central(Amusc) e conta com o apoio da Diocese de Quixadá.

A comitiva esteve na semana passada na cidade paulista, e ali foram recepcionados pelo prefeito, Sidney Franco. O bispo de Quixadá, dom Ângelo Pignoli, manteve contato com o representante da Paróquia de Santa Rita (Franca), padre Welington Rubens, facilitando a recepção dos anfitriões. Além do prefeito paulista um grupo de empresários foi convidado a conhecer a realidade das cidades cearenses e as propostas dos prefeitos Veridiano Sales (Banabuiú), Antônio Mendes (Choró), Edson Moraes (Ibaretama) e Wilson de Pinho (Madalena), também presidente da Amusc.

Segundo o presidente da Amusc, os empresários de Franca visitarão as quatro cidades cearenses no início de 2011, ainda no mês de janeiro. Além do setor calçadista, proprietários de indústrias de moda íntima e de moda praia demonstraram interesse nas propostas apresentadas. Na bagagem, além da disposição em promover o desenvolvimento econômico de suas cidades, os prefeitos do Ceará demonstram a importância social dos futuros empreendimentos no Interior do Estado.

O prefeito de Choró ficou empolgado com a viagem. Franca é realmente um dos maiores polos calçadistas do País. Com economia sólida, a cidade é limpa e bem estruturada. "Um exemplo a ser seguido". Ele ficou satisfeito com as garantias apresentadas pelo presidente da Amusc aos empresários paulistas. O galpão será construído pelo Governo do Estado, conforme assegurou Wilson de Pinho aos empresários paulistas. 

O Município disponibilizará o terreno para construção da indústria. "Dé", como é mais conhecido por seus conterrâneos, estima a possibilidade de criação de 100 empregos no início. Hoje, com mais de 350 mil habitantes, Franca tem na agricultura e na pecuária importantes fontes econômicas. Também é considerada a maior produtora de calçados do Brasil e da América Latina. Possui mais de mil indústrias.

A visita da Amusc surgiu após relatos dos prefeitos, preocupados com a falta de trabalho em seus Municípios, principalmente para os jovens e mão de obra produtiva, pessoas a entre 20 a 35 anos. Eles observam que, apesar dos financiamentos e facilidades oferecidas pelas instituições financeiras, para o setor da agropecuária, está havendo um acréscimo do êxodo do meio rural para a área urbana de suas cidades, o que pode estar causando o aumento da violência, favelização, e a proliferação de consumo de drogas.

Necessidades

"A necessidade ensina a lebre a correr. As pequenas também têm necessidades, como emprego e renda"

Wilson de Pinho
Presidente da Amusc

MAIS INFORMAÇÕES 

Associação dos Municípios do Sertão Central (Amusc)
(88) 3414.4733

Com adaptações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...