Compre Agora

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

A filosofia da lagartixa em Ibaretama

Opinião e Ação
Por Getulio Freitas

O mito da caverna de Platão parece que foi criado exclusivamente para o meu legislativo.


Ainda não tinha ousado discorrer sobre o poder legislativo de Ibaretama, pois achava que o mesmo falava por si só a toda população. Suas mazelas e querelas se dão em espaço público e todos podem ver e tirar suas conclusões. No entanto, algo me incomoda ferozmente...! Por um método racional se faz até complicado de entender o motivo de estarem sendo direcionados vários ensaios de processos judiciais contra o Sr. Karpegeanne Vieira, editor chefe do Ibaretamanet.

Engraçado, a câmara de Ibaretama ao longo dos 22 anos de emancipação deste município, carrega o estigma de ser um legislativo sem projetos próprios, esvaziando-se assim de sua razão de ser. E isso não fere a imagem dela? A Quem processar...? Eles processariam a si mesmos? Na câmara também ao longo de seus fadados anos sempre foram estrelados diálogos memorosos que deixam a palavra “decoro” pálida, se a mesma ouvisse e tivesse consciência de si. A Quem processar? Agora há indício de fortes e sérias irregularidades que, se verídicas, infligem um monte de princípios éticos, morais e legais.

Pergunto-me, já que não posso me processar por autocalunia e autodifamação, se um cidadão diz que na câmara de Ibaretama há vereadores sanguessugas que vivem “mamando no peitinho” da prefeitura dos mais deliciosos doces, como emprego para fulano, cicrano e dentre outras regalias, não estou eu no meu direito de emitir e expressar minha opinião sobre entes públicos que elegi, onde em tese deveriam zelar pelo cidadão e pelo seu bem estar?

Quando se diz, que vereador não deve viver embaixo da saia do chefe do executivo, submisso a ele, na lei da lagartixa, e que com isso são covardes e vendidos, não está este ente munido de seus direitos concedidos pela democracia, de exercer sua indignação frente a atos que não concorda no seu legislativo?

É triste para uma nação, quando se tenta utilizar do poder judiciário para cercear a liberdade de imprensa e o direito a livre manifestação e promover uma CENSURA aos meios que prezam pela informação com qualidade, sem rabo preso com setores obscuros dos recantos da sociedade. O mito da caverna de Platão parece que foi criado exclusivamente para o meu legislativo. Sim cidadãos! Devemos nos apossar dessa instancia como nossa. E deveríamos cuidar e olhar por ela como se fosse nossa casa... e de fato é, e deve ser. Lembrem-se claramente, que nós somos os donos, eles os vereadores, apenas meros empregados temporários a nosso serviço. E se algum vereador duvida disso, precisa rever seus conceitos e precisa pesquisar e refletir sobre a função de vereador. E sobre o titulo deste inscrito, não preciso ilustrar o que faz a lagartixa com a cabeça diante das coisas do mundo... Isso é CENSURA!

Prezados amigos e leitores do Ibaretamanet, convoco a todos para nos juntarmos a uma campanha contra a CENSURA. Comprometo-me a confeccionar um adesivo de repudio a este ato imoral e distribuir entre meus amigos, e graças ao meu bom e onipotente Deus, tenho muitos. Conto com vocês! Ah... E não deixem que te transformem em lagartixas.

Getulio Freitas
Bacharelando em Administração pela Universidade Federal do Ceará - UFC. Bacharelando em Gestão Ambiental pela Universidade Metodista de São Paulo, Funcionário de empresa Privada e ex Diretor Geral da Associação Serrazul.

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...