Compre Agora

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Ilário Marques passa por sabatina na FM Central e no portal Revista Central

O ex-prefeito ainda pode conseguir uma vaga na Câmara dos Deputados Federais.
O ex-prefeito do município de Quixadá por três vezes, José Ilário Gonçalves Marques, passou por uma sabatina no estúdio de jornalismo da FM Central 104,9, na tarde desta segunda-feira,31. Sob o comando do radialista Jonas Sousa, o político passou por um rol de perguntas realizadas pelo apresentador e pelo portal Revista Central sobre assuntos que circulam a seu respeito. Uma delas foi se ele ainda pretende se lançar a prefeito em 2012.
Marques fez uma breve biografia de sua vida política, afirmou que iniciou aos 17 anos, hoje ele está 50 anos de idade. “Minha vida política foi desde da fundação do PT, tenho orgulho de ter participado de todas as lutas, desde da fundação até a eleição de Dilma”, destacou. Ilário é um dos nomes cotados para integrar o 2º escalão do Governo Federal.

Federal
“Considero que nada tenha dado errado na minha campanha para Deputado Federal”, foi com estas palavras que ele avaliou a sua campanha nas eleições de 2010. O político disse que foi injustiçado pela justiça e principalmente pela imprensa, em especial de uma emissora de rádio que não quis citar o nome. “Todos os dias eles diziam que eu era “Ficha Suja”, como se eu tivesse roubado, desviado dinheiro, eles, não tiveram a coragem de dizer que o meu problema era simplesmente por ter contratado sem concurso oito funcionários”. Segundo Marques, mesmo após ser absorvido pelo Tribunal Superior Eleitoral nenhum veículo de comunicação teve a coragem de publicar o resultado do julgamento.
Estadual
“O nosso projeto era de fato eleger a Rachel,  era prioridade”, garantiu. Citou em referência as candidaturas do casal. Segundo ele nunca a sua relação com Cid esteve tão bem como nos dias atuais. Garantiu ainda que já conversou com o governador sobre a construção do Hospital Regional do Sertão Central e se prontificou a lutar pela maior obra na área de saúde para a região. Criticou ainda a forma de escolha "está incorreto esse critério de prefeito votar,  injusto para Quixadá. Já foi a era que tudo ia pra Quixeramobim, porque os governadores Lúcio e Tasso desviaram tudo para lá como forma de nos perseguir”, e continuou, “no entanto, após a vitória de Lula isso mudou, veja conseguimos a UFC, IFCE e Biodiesel”, enfatizou.
Municipal
“Como ex-prefeito devo o máximo evitar ficar comentando a atual administração, tudo que está sendo construído é mérito do Rômulo e o que não está também é dele”. Segundo o ex-prefeito a sua relação com Rômulo Carneiro é a mesma. “É absolutamente inverídica que tenha sido feito um acordo de governança. Acho desrespeitoso e desonesto quem fala isso”, citou.
Relação com Kleber Júnior
De acordo com o ex-prefeito, a sua relação com o atual presidente da Câmara Municipal de Quixadá não é das melhores, “faz tempo que não converso com o Kleber Júnior, preciso até falar com ele e saber o real motivo que o levou a tomar algumas posições”. Sobre a eleição da Câmara ele disse que a vereadora Edi Leal foi vítima de injustiça, “a Edi não merecia ter sido exposta como foi”.
Oposição
Ilário Marques destacou que o grupo que faz oposição a sua pessoa, é formada por pessoas derrotadas e por inveja, cometem tais atos. “Eles fazem oposição de forma covarde, mobilizada pela inveja, por serem derrotadas, a população sabe disso, todos os dias citam calunias e o pior não dá o direito de resposta”.
Dom Adélio
Dom Adélio e Ilário Marques vivenciaram dois momentos políticos, um aliado e o outro em correntes diferentes, em sua opinião o rompimento com o religioso foi a mais delicada, ou seja, em outras palavras queria dizer que foi um grande desgaste político para a sua pessoa. “Foi a mais delicada que já tive, principalmente por se tratar de uma autoridade eclesiástica”.
Hotel Municipal
Nos últimos dias o Sistema Monólitos de Comunicação abordou nas programações jornalísticas, em seu site e blog a venda do antigo Hotel Municipal. Sobre o assunto Marques disse que esta noticia era requentada e tinha como objetivo lhe perseguir. “O dinheiro da venda do hotel foi usado como contrapartida na construção do novo terminal rodoviário e do galpão das frutas. A venda foi feita dentro da lei, inclusive em pregão público”. De acordo com as informações citada por Ilário no primeiro leilão nenhuma empresa se disponibilizou em comprar o edifício, “foi preciso fazer um novo levantamento e colocar um novo valor a ser vendido, foi então que apareceu um único comprador que pagou o valor cobrado”. Garantiu.
Estrada do Cedro
As declarações do político sobre este assunto foi um pouco estranho quando garantiu que a obra foi 100% concluída. “Agente havia feito um projeto com ciclovias, via de pedestre, no entanto, o projeto original foi readaptado porque os recursos não foram aprovados como estava no projeto”. Garantiu que não veio dinheiro para fazer desapropriação. Essa noticia contraria a atual gestão que garantiu que ainda deverão ser realizadas as vias de pedestres e ciclovias.
Futuro político
“Não autorizo e também não desautorizo ninguém a colocar meu nome como candidato”, foi com estas palavras que em seguida garantiu que não tem pretensão de concorrer ao pleito de 2012, defendeu que o prefeito Rômulo tem o direito de buscar a reeleição. Segundo ele não entende o porquê a sua oposição tem tanto medo que volte a lançar uma candidatura a prefeito.
Ilário Marques ainda pode conseguir uma vaga na Câmara dos Deputados Federais, hoje está na quarta suplência na coligação e em primeira na do PT, conforme a última decisão do STF a suplência pertence ao partido e não a coligação. Caso algum deputado do PT assuma qualquer cargo o mesmo entre de licença ele assumirá a vaga.
Mais Informações:

FM Central 104,9
Rua Dom Lucas-844 Campo Velho
Te.: 3412-3235

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...