Compre Agora

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Mela-mela: Lama oriunda de obra inacabada é obstáculo para os universitários da Católica


Obra milionária que causa transtornos aos acadêmicos de Quixadá.
As ruas da cidade de Quixadá, no Sertão central cearense, tem sido uma das piores barreiras para a circulação de pessoas, veículos ou mesmo de animais, sob alegação da milionária e interminável obra do Sanear II, Quixadá têm afundado nas crateras por todo o circulo urbanístico, mas nada se compara a outra inacabada obra realizada pela Prefeitura Municipal de Quixadá, que é o canal dos bairros Rodoviária e Lagoa, o projeto orçado em mais de R$ 7 milhões de reais não teve conclusão e tem causado graves problemas.
Chegar à Faculdade Católica Rainha do Sertão tem sido uma das mais difíceis tarefas dos acadêmicos daquela instituição superior, principalmente em dias de chuva, moradores do entorno sentem também na pele a ineficiência do poder público local. Sem fiscalização dos demais entes públicos, Legislativo e Judiciário, o poder Executivo se mantém intacto e incapaz de solucionar uma obra que já demora cerca de 3,6 anos. Enquanto o dinheiro da obra sumiu sem deixar rumores, a calamidade ficou esfacelada pela metade, cerca de um mês, uma tentativa nos preâmbulos do “jeitinho brasileiro”, foi realizada pela Secretária de Obras do município, mas nada comparado ao projeto original, foi apenas uma forma de burlar o projeto e tentar transmitir a população que tudo estava resolvido, mas a pisara e alguns canos colocados foram suficientes para aumentar o transtornos de quem precisar circular pela área, para piorar a situação, a empresa Marsilop resolveu cavar um enorme buraco no estacionamento da Faculdade, impedindo de vez o trânsito de qualquer pessoa.

A italiana, Sandra Barbaro, tem enfrentando todo os transtornos a mais de 3 anos, “aqui sai e entra prefeito, mas ninguém resolve, e agora acho que o problema aumentou”. A estrangeira afirma que um problema desse não aconteceria em sua terra natal, pois o cidadão já teria acionado a justiça e sem dúvida o caso já teria sido resolvido.
Enquanto, nenhuma autoridade responsável pelo dano busca solucionar o problema, os universitários da Faculdade Católica que não dispõem de um veículo, tem que se conter em passar pela área mesmo sabendo que a qualquer momento pode ser banhado pela lama. Inconformados grupos de estudantes tentaram acionar a faculdade para liberar um portão externo, mas negado pela direção da instituição, que mesmo sabendo do problema não e sensibilizou com o apelo.
A obra do canal da Rodoviária e Lagoa teve R$ 7 milhões de reais depositados nos cofres da Prefeitura Municipal de Quixadá, todavia, não se sabe o motivo real do por quer a obra não foi concluída, sem resposta os moradores dessa área, ainda sonham pelo término do projeto.
Confira as imagens na RC TV:
Veja todos os nosso vídeos em nossa página do Youtube.
Baixe a música que vai ser a sensação do carnaval de Quixadá (Clique aqui)

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...