Compre Agora

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Apagão foi apenas um alerta do precário sistema de saúde de Quixadá


Principal hospital não possui geradores: Saúde em Quixadá na UTI?
Com uma população de 80 mil habitantes e ainda recebendo pacientes dos municípios de Banabuiú, Ibaretama, Ibicuitinga, Choró e outros municípios, a maior cidade do Sertão Central, Quixadá, agoniza em diversos problemas.  O Sistema Municipal de Saúde municipal é considerado crítico e que tem deixado a população em determinados momentos sem um atendimento digno. O portal Revista Central já vem alertando as autoridades sobre o agravamento da crise que ora foi instalado no setor de saúde que não dispõe de uma estrutura adequada para atender com qualidade nossa população.
Na ultima quinta-feira, com um apagão que afetou toda região nordeste, tomou de surpresa a principal unidade de emergência médica, o Hospital Dr. Eudásio Barroso, ficou totalmente às escuras por cerca de duas horas, sem energia literalmente, sendo iluminado somente por celulares de funcionários e pacientes que tentavam colocar ordem na caótica situação da principal emergências.

Segundo a administração do hospital, não havia no momento do apagão pacientes com gravidade, o que foi qualificado de "sorte", neste caso, a população de Quixadá está profundamente vulnerável quando precisar recorrer a emergência do principal hospital de Quixadá, "sorte" não seria um termo admitido para uma unidade referência para o porte da cidade, as pessoas podem morrer por pura incompetência dos administradores do município, falta de geradores em um hospital é um erro grosseiro e negligente, chegando a irresponsabilidade dos gestores que por sinal tem um médico como prefeito.
Outra situação que merece atenção é que Quixadá poderá enfrentar uma epidemia de Dengue, o município está em estado de alerta para essa possibilidade, uma epidemia seria algo que o deficitário Hospital Eudásio Barroso não teria condições de suprir com eficiência a demando por atendimento, mas um triste sinal do já sobrecarregado hospital.
Na próxima semana o governador do estado Cid Ferreira Gomes deverá anunciar a cidade que receberá o futuro Hospital Regional do Sertão Central, Quixadá nos últimos dias tem se empenhado para receber esse empreendimento, certamente seria a solução para os graves problemas de saúde do município.

Fabio de Oliveira
Colunista
As opiniões aqui expressas não necessariamente coincidem com a da Revista Central

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...