Compre Agora

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Manifestantes bloqueiam rodovia entre Choró a Quixadá


No momento das negociações uma ambulância com uma paciente em estado grave não pode passar.
Proprietários de transportes alternativos pau-de-arara realizaram durante toda manhã desta quinta-feira, 3, um bloqueio na CE-060 que liga o município de Choró a Quixadá. O protesto foi motivado em consequência do Departamento Estadual de Trânsito- Detran ter intensificado a fiscalização, chegando inclusive a efetuar multas e retenção de documentos dos veículos sob alegação de irregularidades. Cerca de 30 ônibus que estavam indo para Canindé foram impedidos de seguirem viagem.

Crianças com fome, idosos doentes, trabalhadores que precisavam chegar aos seus trabalhos tiveram uma surpresa ao chegar à ponte do Rio Choró, 6 F-4000 foram colocadas sob a ponte para impedir o trânsito entre estes dois municípios, os protestantes afirmam que estão sendo vítima de preconceitos por parte do Governo do Estado e por isso querem uma licença para circularem entre estas cidades.
De acordo com o Presidente da Associação dos Motoristas de pau-de-arara, Milton Granjeiro Vieira, afirma que o único meio para que os agricultores da zona rural de Choró possam chegar à cidade de Quixadá é através do pau-de-arara, “os nossos passageiros são agricultores, eles precisam ir a Quixadá pra receber dinheiro, fazer comprar, coisas que os ônibus ou tropiques não conseguem transportar”. Inconformado estava o motorista Francisco Riobeiro Lima, 44 anos, ele foi multado e teve a documentação do seu veículo retido por estar transportando apenas quatro passageiros, “eu estava só com quatro passageiros e eles (Detran) sem explicar aplicaram a multa”, garante.
Do outro lado estavam centenas de romeiros de Natal, no Rio Grande do Norte, que queriam ir para Canindé, eles ficaram revoltados por perder todas as missas no dia de Nossa Senhora das Candeias. Maria Francisca da Silva, responsável pela procissão falou com a reportagem do portal Revista Central, segundo ela no ônibus estavam muitos idosos e crianças e que a última refeição havia acontecido as 17 horas de ontem, “estou preocupada e revoltada, eles tem o direito de protestar, mas devem fazer sem prejudicar aqueles que não tem culpa e nós só queremos pagar a nossa promessa a São Francisco de Canindé”, destacou.
A romeira, Maria da Silva, 72 anos, doente de asma estava chorando muito, quando um dos manifestantes tentou contornar a revolta dos romeiros ela disse que se morresse eles seriam culpados, “sou doente, daqui a pouco não vou ter mais remédio”, faz o desabafo aflita a aposentada. Crianças também choravam muito.
O prefeito Municipal de Choró, Antonio José Mendes (Dé), acompanhado do Procurador Geral do Município, Eudes Johnson Pinheiro e do Advogado Dr. Augusto Santos. Dé reconhece que a cidade do Choró não tem como atender toda a demanda da população, pois o município não dispõe de grande infraestrutura, “no mês de dezembro eu e juntamente com o prefeito de Quixadá, além de uma representação de motoristas tivemos uma reunião com o superintendente do Detran e ele nos garantiu que o órgão não iria impedir a circulação”.
Por volta das 11 horas, o Diretor Administrativo das CEs, Major Chiappeta Teles, compareceu ao local para tentar liberar a via, “estou aqui para negociar, no entanto, se não entrarmos em um acordo serei obrigado a retirar no reboque, mas saiba que podemos fazer isso sem usar a força” disse o diretor aos manifestantes que após minutos chegaram a um acordo, cujo mesmo se comprometeu interlocutar uma audiência para sanar este impasse. No momento das negociações uma ambulância com uma paciente em estado grave não pode passar, no entanto, outra ambulância foi chamada as presas, em seguida a doente teve que ser transportada nos ombros de vários homens para poder ser colocadas em outra ambulância.
Jackson Perigoso - Revista Central

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...