Compre Agora

domingo, 3 de abril de 2011

Justiça poderá proibir venda de chips da TIM


Segundo a agência, “acarretou o agravamento nos níveis de bloqueio e de quedas de chamadas”.
Na sexta-feira, 01, a Promotoria de Justiça de Iguatu apresentou a sociedade iguatuense um relatório sobre as ações que serão tomadas contra a operadora TIM na Terra da Telha.
Segundo o relatório apresentado ao juiz Leydomar Nunes pela Anatel, a TIM teve um aumento muito grande em sua base de clientes, porém a infraestrutura da rede não acompanhou este crescimento – causado especialmente pelos “Planos Infinity”, no qual os usuários pagam apenas pelo primeiro minuto em ligações quando utilizam o código “ 41”. A falta de planejamento, segundo a agência, “acarretou o agravamento nos níveis de bloqueio e de quedas de chamadas” – as famosas “rede ocupada” ou “rede indisponível”, que atingem principalmente assinantes no interior do Ceará e neste caso Iguatu.

A Operadora TIM enviou uma nota afirmando que em Iguatu aconteceu um grande crescimento de chips, mas ações estavam sendo realizadas para sanar o problema.
O promotor também comentou sobre a ação da ANATEL neste caso, “estou preocupado porque a ANATEL esteve com seu representante aqui em Iguatu participando de uma audiência pública na Câmara Municipal e a resposta que envia é que medidas administrativas estão sendo tomadas. Sendo que percebemos um aumento significativo das reclamações da sociedade iguatuense nos últimos meses” disse.
Para o presidente da Câmara Municipal de Iguatu, Ednaldo Lavor, o que mais espanta neste caso são os altos preços apresentados e o péssimo serviço para a população  “O que mais espanta é que as empresas de telefonia móvel em Iguatu praticam preços altíssimos. Temos tarifas caríssimas, com péssimos serviços. Os lucros são exorbitantes, superando, em muito, qualquer razoabilidade inerente ao capitalismo de qualquer país, enquanto que a prestação de serviço é desastrosa, de terceiro mundo!” finalizou.
O Procurador Leydomar Nunes afirmou ainda que caso as medidas prometidas pela operadora TIM não sejam cumpridas o mesmo confirma a possibilidade de proibir a venda de chips da operadora na cidade, “ estamos observando que as medidas cabíveis não estão sendo tomadas corretamente e caso isto persista podemos sim proibir a venda de chips na cidade, já que o cliente estará adquirindo linhas que não estão sendo utilizadas na sua plenitude e a suspensão de vendas poderá ocorrer em nossa cidade” destacou.
O vereador Aderilo Filho em conjunto com os vereadores da Câmara Municipal foi o autor da medida que provocou o Ministério Público de Iguatu, “ ficamos felizes em ver que medidas estão sendo tomadas pela justiça e queremos que a população seja respeitada na sua plenitude e neste caso que nós consumidores possamos ter um produto de qualidade como pensamos ao comprar um chip desta operadora” argumentou o vereador.
Com informações do portal Iguatu.Net


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...