Compre Agora

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Novela do abastecimento de água em Ibaretama tem mais um capítulo

Por Karpegeanne Vieira

O abastecimento de água é artesanal e os cortes no abastecimento da área urbana são constantes, sejam por problemas técnicos ou políticos.

Foto: Alex Pimentel
Água, bem comum de domínio público e universal, mais em Ibaretama é tema de discussão política administrativa na Câmara Municipal da cidade, os moradores convivem com esse problema há algum tempo, desde que o assentamento Lenin Paz II assumiu o comando da Fazenda antes denominada Santa Branca ou Carnaubinha.

Semana Passada a novela teve mais capítulo escrito, mais uma vez o abastecimento de água da zona urbana foi cortado, a água é fornecida para aproximadamente 2.500 habitantes da zona urbana da sede de Ibaretama, por um açude localizado a 4 km desta. Uma rede de dutos artesanal leva água até um reservatório no ponto mais alto da cidade e em seguida distribuído às residências.


Para a dona de casa Claudevania Brito de Meneses, conhecida como novinha água é um direito de todos, insatisfeita, ela reclama que essa situação só prejudica a população, “Eu sei que o assentamento é federal e que eles querem cobrar para fornecer água”. Reclama a moradora, no momento, a mesma lavava roupa na rua, o fato, que por não ter reservatório em casa, quando falta água ela fica sem ter como realizar os afazeres domésticos, mãe de três filhos usa o único chafariz da cidade para aliviar um pouco o caos doméstico.

O abastecimento voltou ao normal na sexta-feira, depois que uma comissão do poder executivo e representante dos assentados se reuniu para discutir um acordo, mesmo assim a população tem sofrido constantes cortes no abastecimento, não pelo corte por parte do assentamento mais pelo problema técnico, a rede é artesanal e estoura constantemente deixando toda a população sem água.

O chefe de Gabinete da Prefeitura de Ibaretama, Humberto Maia Júnior disse que o poder executivo fez um acordo com o assentamento para pagamento de R$ 2 mil mensais, “realizamos um convênio e não iremos pagar pela água, mais sim custear as despesas operacionais com o abastecimento”, Maia confirmou que outras medidas estão sendo tomadas para que o município comece a usar o sistema de abastecimento de água da Cagece que está pronto e ainda não funciona por falta da rede de distribuição para as residências.

A Câmara Municipal aprovou projeto de lei concedendo o direito ao chefe do poder executivo a pagar o valor solicitado ao assentamento para custear as despesas com a manutenção dos equipamentos e ainda com a manutenção do açude, o projeto que deveria ter sido votado em julho foi adiado pelos problemas políticos na cidade. Devido à demora os assentados cortaram a água para pressionar o governo e o poder legislativo.

O presidente da Câmara Municipal de Ibaretama, Francisco Carliando de Almeida, disse que a demora se deu em virtude do problema ocorrido na Câmara, quando do afastamento dos vereadores José Maria Cunha e Francisco Oliveira Filho, “Ficamos sem os membros da comissão de Finanças e Orçamento” esclareceu Carliando, resolvido o problema o projeto foi aprovado por unanimidade.

Sem Responsabilidade
De acordo com o assessor de comunicação do Movimento Sem Terra (MST) no Ceará, Marcelo Matos, o Assentamento Lenin Paz II, implantado pelo movimento, não tem qualquer responsabilidade no abastecimento e corte de água na cidade. Quem cuida do sistema é a própria prefeitura.

Matos aponta como boatos maldosos atribuir o corte aos assentados. Ele lembra que antes da desapropriação da Fazenda Santa Branca, como antes era chamada, o proprietário cobrava pela água fornecida para a população. Ninguém questionava. Agora, como 38 famílias de trabalhadores rurais moram ali, estão sendo acusadas de negar água para os outros moradores. O assessor pretende distribuir nota na cidade esclarecendo a população.

As informações da assessoria do MST são do Diário do Nordeste.

MAIS INFORMAÇÕES:
Prefeitura Municipal de Ibaretama
(88) 3439 1055
Câmara Municipal de Ibaretama
(88) 3439 1059


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...