Compre Agora

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Direito de Resposta do presidente da Câmara de Ibaretama


Por Redação RC
Presidente solicitou e teve espaço prontamente atendido.
O presidente da Câmara Municipal de Ibaretama, Francisco Carliando de Almeida, solicitou ao portal Revista Central, o Direito de Resposta sobre as denúncias do Ministério Público do Estado do Ceará, vinculadas neste portal.
DIREITO DE RESPOSTA
O vereador Francisco Carliando de Almeida, vem, respeitosamente utilizar este espaço para esclarecer o que se segue:
Inicialmente, esclareço que, ultimamente, estou sendo vítima, juntamente com outros vereadores, de noticias agressivas e difamatórias por parte de perseguidores e que agem, através da internet, por pura má-fé e perseguição política.

As matérias divulgadas dando conta de que existem irregularidades inseridas na Câmara Municipal de Ibaretama são maldosas e desinformadas, tendo em vista que as denúncias contra a Câmara Municipal de Ibaretama que tramitam no Fórum daquela comarca são referentes à gestão do ano de 2009, ou seja, de responsabilidade do ex-presidente que foi cassado pela própria Câmara pela prática de diversos atos de corrupção.
Portanto, querer vincular a gestão do ex-presidente cassado com a atual gestão, é querer passar falsa informação ao público, induzindo ardilosamente o leitor a erro, o que, sinceramente, não conduz com uma informação séria verdadeira e imparcial.
É de se estranhar, inclusive, que informações contidas no processo estejam sendo utilizadas na internet, pois o mencionado processo ainda está em seu inicio, onde sequer não houve nenhuma audiência e nenhuma das testemunhas foi ouvidas, o que causa constrangimento as testemunhas e sérios prejuízos a ampla defesa dos acusados.
Sabemos que existe processo regido pelo principio da publicidade, mas mesmo sendo público, existem as regras e os limites que precisam ser obedecidos e respeitados, sob pena de se violar as garantias constitucionais a que todos tem direito. Aliás, qual foi a fonte que entregou os dados desse processo para ser publicado na internet? Isso ninguém publica. Será que eles sabem que o Juiz determinou que fosse observado “rigorosamente o sigilo” e “observada a necessidade de preservação da imagem de cada um dos investigados? com certeza sabem, mas preferem violar as normas estabelecidas.
Quem garante que não estão fazendo montagens criminosas no processo para fraudar e subverter fatos no intuito de prosseguir cidadãos?
Com relação a acusação contra a minha pessoa e que tramita na comarca de Ibaretama, vale ressaltar o seguinte: primeiro, era de se esperar que nós vereadores fôssemos denunciados, pois tivemos a coragem de cassar um presidente da Câmara que cometeu diversos atos de corrupção e que, a todo instante, tenta nos perseguir, intimar e calar; segundo que fomos vítimas de armação política, onde falsificaram nossas assinaturas e reconheceram as firmas em cartórios sem o nosso consentimento, como represália em virtude da referida cassação.
Entretanto, já apresentamos nossa defesa a todas as acusações feitas no melhor intuito de provar nossa inocência, pois, o povo de Ibaretama sabe quem foi a pessoa que veio de CRATEÚS com o propósito de comente irregularidades na Câmara, inclusive de clonar documentos para acusar inocentes e de fabricar entre todos os políticos de nossa querida terra.
Por fim, quero lembrar que, publicar textos com a afirmação de cometimento de ato ilícito, sem provas de veracidade, afronta o devido processo legal, e consequentemente, configura desrespeito a dignidade humana, além de perseguição pessoal e política contra pessoas inocentes, afinal, não existe nenhum processo julgado contra a minha pessoa, nem contra os vereadores Oliveira, Daniel e José Maria Cunha (Bebé). Muito pelo contrário, todos nós somos reconhecidos por todos em Ibaretama como cidadãos de bem, sendo pessoas humildes, trabalhadoras, descendentes de famílias conhecidas no município e que NÃO POSSUÍMOS RIQUEZA MATERIAL E NENHUM PATRIMÔNIO INCOMPATÍVEL COM OS NOSSOS GANHOS. Aliás, já fizemos questão de entregarmos pessoalmente nossos extratos bancários a Justiça, a fim de comprovarmos que as referidas denúncias, feita pelo ex-presidente cassado, são infundadas.
Atenciosamente,
Francisco Carliando de Almeida
Presidente

Revista Central 
Esclarecimento do portal Revista Central sobre alguns pontos mencionados nesta nota serão vinculadas posteriormente e com provas cabais, inclusive com cópias do processo para mostrarmos a população que jamais houve montagem criminosa em matérias. 


Aguardem.


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...