Compre Agora

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

DENÚNCIA: Vereadores de Ibaretama recebem gordas diárias simplesmente para irem à sessão


Por Redação
Carnaval das diárias, o melhor preço é na Câmara de Ibaretama.
Uma investigação realizada pelo portal Revista Central descobriu mais uma atitude vergonhosa oriunda da Câmara Municipal de Ibaretama, no Sertão Central cearense, dessa vez é ainda mais repugnante, dados prestados no site da transparência do TCM, relevam que possivelmente os vereadores estão recebendo diárias de forma ilícita.
As diárias são pagas simplesmente porque determinados vereadores moram fora da zona urbana de Ibaretama, como por exemplo, em um distrito. Visando usurpar do dinheiro público, os vereadores estão recebendo diárias para poderem sair de suas casas e irem até a sessão que em algumas vezes assim que inicia logo termina porque a discussão é desrespeitosa e principalmente porque não há projetos para apreciarem. Em Ibaretama, tem vereador que não sabe usar requerimentos digitados, a maioria é por via verbal, sem nexo, sem conteúdo, um livro de ata está em estado precário. Lei é a coisa mais difícil de ser aprovada e quando aprovam não fiscalizam.

No quesito ‘farra’ com o dinheiro público do município de Ibaretama, o vereador Francisco Oliveira Filho foi o campeão e recebeu a quantia de R$ 8.400,00, valor este que daria pra comprar uma boa quantidade de remédios para os doentes, que por sinal é grave a situação da saúde pública de Ibaretama. Mesmo em pleno mês de recesso que é julho, o parlamentar continuou recebendo gordas diárias, ao todo ele recebeu R$ 700,00 reais. Oliveira é morador da comunidade de Humaitá, no Distrito de Nova Vida, fica só 30 km da sede, mesmo assim ele recebe diárias para simplesmente ir pra cada sessão.
Contrariando os seus discursos, o vereador Aldenor Freitas de Queiroz, recebeu em deposito na sua conta corrente o valor de R$ 7.350,00, na maioria foi para simplesmente participar das sessões.  Aldenor Queiroz é residente na localidade de Santa Clara, no Distrito de Piranjí, precisamente 27 km da zona urbana, ele também recebe diárias.


A vereadora Elíria Maria de Freitas Queiroz também recebeu diárias no montante de R$ 7.175,00, no entanto a vereadora também tem uma residência em Fortaleza a 134 km de Ibaretama.
O vereador Daniel Sousa Lopes, este que recebeu apenas o seu voto quando concorreu para a presidência da casa, também entra na lista e teve R$ 7.000,00 a sua disposição. Daniel que é professor e que tanto orienta os seus alunos a caminhar visando o desenvolvimento do seu município entrou na contra mão e por morar só a 200 metros da Câmara tem direito ao super beneficio.
Coincidentemente, os vereadores José Maria Cunha, vulgo Bebé e Carlos Augusto de Freitas, foram apontados pelo site do TCM de terem abocanhados dos cofres públicos para as suas diárias, de suas casas até o prédio alugado da Câmara o valor de R$ 7.000,00 cada. Bebé que mora no distrito de Pedra e Cal, 16 km da Câmara este também recebe as ‘abençoadas’ diárias. Carlinhos é morador do  Distrito de Oiticica, ou seja, 10 km da sede.
O atual presidente Francisco Carliando de Almeida este recebeu a quantia de R$ 6.825,00, e por morar no Distrito de Piranjí, cerca de 20 Km da Câmara tem direito a diárias. Joverlane Neles da Silva teve R$ 6.300,00, este mora comunidade de Trapiá, no Distrito de Pedra e Cal, 14 km da sede, também abocanhou diárias. Por último Valentim Francisco de Freitas Junior ainda teve ‘direito a R$ 2.100,00, esta quantia foi devido ter assumido o cargo há poucos meses, Valentim mora a 100 metros da Câmara
Diante de tudo isso, a Câmara Municipal de Ibaretama, ainda pagou o valor de R$ 482.920,01 de despesas para a boa comodidade dos nobres parlamentares. O que mais chama atenção no poder legislativo de Ibaretama é que não há registro de licitação para contratos, tudo é realizado na base da boa ‘prosa’, tipicamente como se o dinheiro fosse de particular.
Mesmo sendo um dos municípios mais pobre do Estado, não há sensibilidade desses vereadores para combater esta posição vergonhosa de Ibaretama. Enquanto há dinheiro para diárias, falta para a construção de um prédio próprio, pela foto observa-se a degradação do poder legislativo de Ibaretama que para poder funcionar mesmo dessa forma, tem que pagar aluguel.
Mais informações
Câmara Municipal de Ibaretama
(88) 3439 1059
Matéria Publicada Hoje pela redação do Portal Revista Central.

Um comentário:

Sempre diferente, mas sempre eu! disse...

duvido! duvido que o melhor preço seja o da câmara de Ibaretama. Infelizmente isso é uma realidade do Brasil, não somente de Ibaretama. E como cada um dá o que tem [às vezes o que não tem], Quanto maior o município maior é a fatia.

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...