Compre Agora

domingo, 30 de janeiro de 2011

QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO?

Opinião e Ação
Getulio Freitas

"A população brasileira esta perdendo a fé nos políticos"


No ano de 2006 o apresentador de TV Clodoviu Hernandes foi eleito com 493.689 votos. Vale ressaltar que o mesmo não tinha carreira política ou representação, pelo menos até vermos a expressão dos eleitores através da dita quantidade de votos e ainda levou outros com ele para a câmara.

Em 2002 o Enéias tornou-se o Deputado Federal mais votado da Historia, mesmo com suas idéias que iam de encontro à ordem e ao senso comum vigente. O mesmo conseguiu a expressiva quantidade de 1.573.112 (um milhão quinhentos e setenta e três mil e cento e doze votos), levando consigo mais cinco colegas que tinham obtidos votações pífias.


Agora nosso querido humorista, o cearense Tiririca foi eleito pelo estado de São Paulo, tornando-se o deputado mais votado no país com mais de 1,3 milhões de votos, ficando atrás somente do nosso querido Enéias.

Outros já seguiram essa linha, pessoas da sociedade que são conhecidas por algum trabalho na mídia, sem carreira política, que alimentam um personagem e caem nas graças da população e passam a frente dos políticos que há tempos alimentam uma carreira política. Muitos marcados por processos diversos e “lambança” com o dinheiro público. A população brasileira esta perdendo a fé nos políticos e passando a buscar a vocação política que leva ao bom exercício de um mandato pautado na justiça e equidade em pessoas que de certa forma, que ainda não comungam do verdadeiro “caldeirão” que se tornou a política brasileira.

Isso fere as velhas raposas políticas, visto que pessoas sem nenhuma carreira no meio chegam ao poder sem nenhum esforço maior que seu trabalho. Nisso tudo o que é triste é que são votos de protesto, não estão votando um ideal ou programa político. Mas de certa forma, a essência da democracia é que qualquer um do povo tenha oportunidade de chegar a um cargo público e contribuir.

Guimarães Rosa perguntado por Gunter Lorenz se ele se considerava político, respondeu: “Eu jamais poderia ser político com toda essa charlatanice da realidade... Ao contrário dos “legítimos” políticos, acredito no homem e lhe desejo um futuro. O político pensa apenas em minutos. Sou escritor e penso em eternidades. Eu penso na ressurreição do homem.” Parafraseando este grande mestre da literatura, ouso dizer que parece que muitos de nossos políticos nem pensam em minutos, e até pensam; nos minutos em que estarão com a mão no erário público.

Rubem Alves em seu livro Conversas sobre Política, diz o seguinte: “Nosso futuro depende dessa luta entre políticos por vocação e políticos por profissão. O triste é que muitos que sentem o chamado da política não têm coragem de atendê-la, por medo da vergonha de serem confundidos com gigolôs e de terem de conviver com gigolôs.” Mais eu lhes digo prezados ibaretamenses, não tenham medo de entrar na política por medo de ser confundidos com os maus exemplos que estão ai. E muito menos de criticas sobre ascensão de nomes que caem no gosto publico que não tinham nenhuma carreira política.  Faça como o sapo surdo da fábula, que conseguiu vencer uma corrida e subir no alto de uma alta torre por não escutar aqueles que diziam que ele não conseguiria. Às vezes devemos agir assim diante de determinados momentos de nossa vida.

Antes de finalizar, gostaria de indicar um livro aos nossos leitores que atesto que ajudará a entender um pouco o legislativo de nossa cidade. O livro chama-se “Quem mexeu no meu queijo” de Spencer Johnson.

Getulio Freitas
Bacharelando em Administração pela Universidade Federal do Ceará - UFC. 
Bacharelando em Gestão Ambiental pela Universidade Metodista de São Paulo, 
Funcionário de empresa Privada e ex Diretor Geral da Associação Serrazul.

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...