Compre Agora

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Câmara cassa mandato do Prefeito de Juazeiro do Norte

Fonte: Site Miséria

Um dia histórico em Juazeiro do Norte quando a Câmara Municipal votou pela cassação e perda dos direitos políticos do prefeito Manoel Santana. Na verdade, o parlamento deu seqüência à sessão que havia sido interrompida, no ano passado, com nove votos depositados na urna a qual foi lacrada e somente hoje reaberta. A mesa do Poder Legislativo cumpriu uma determinação emanada do Tribunal de Justiça do Ceará prolatada pelo desembargador Ernani Barreira Porto.


Por volta das oito horas, o plenário foi ocupado por aliados do prefeito tentando impedir a sessão extraordinária. A polícia foi chamada ao local e, com bastante trabalho, conseguiu retirar o pessoal para a galeria, a fim de que os vereadores pudessem tomar assento em seus lugares. O vereador Adauto Araújo, líder do prefeito e um dos cinco que restavam votar, não compareceu. Assim, votaram José de Amélia Júnior, Darlan Lobo, Ronaldo Lira e o professor Antonio.

Ao final, por 12 votos pela cassação e um contrário, Santana foi destituído. Quando se imaginava que o vice-prefeito José Roberto Celestino seria convocado para tomar posse, surpresa: os vereadores voltaram a se reunir e suspenderam a sua posse por conta da ilegalidade de ter fornecido produtos de sua empresa ao município. Ele se encontra em São José dos Campos (SP) e acompanhou todo o desenrolar das sessões por meio dos flashes ao vivo do repórter Delton Sá na Rádio Vale FM.

Com a suspensão da posse do vice, todos saíram em comitiva até o gabinete principal da Prefeitura de Juazeiro do Norte acompanhando o vereador José de Amélia Júnior. O presidente da Câmara Municipal está sendo empossado nesse instante no cargo de prefeito. Em seu twitter, Santana denunciou que Júnior havia pedido R$ 420 mil para evitar a cassação do seu mandato. Em pouco tempo, apagou a mensagem. O prefeito deve recorrer da decisão tentando anular a sessão apontando irregularidades na Comissão Especial Processante ponto de partida para sua cassação.

por:Crato Noticias

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...