Compre Agora

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Único caixa eletrônico do BB em Ibicuitinga está sem funcionar a mais de dois meses


Por Jackson Perigoso
Comerciantes estão apreensivos com as perdas e a inadimplência tem aumentado.
Ter dinheiro na conta e não poder sacar, essa é a realidade de aproximadamente três mil clientes do Banco do Brasil no município de Ibicuitinga, no Sertão Central cearense. O único caixa eletrônico encontra-se desativado desde do dia 28 de outubro de 2010, quando cerca de 12 bandidos fortemente armados arrombaram o caixa, porém, não conseguiram levar nenhum centavo. O problema é que desde do episódio criminoso os clientes ficaram sem poder fazer transação financeiras.
“Tenho dinheiro na conta, mas não tenho onde retirar porque o caixa está fechado, agente tem que ir a Quixadá ou Morada Nova”, reclama a Técnica de Enfermagem, Inácia Maria Rabelo, 45 anos, ela pede providência dos responsáveis pelo caixa.

Os idosos enfrentam o mesmo sacrifício, eles têm que se deslocar até Quixadá e percorrer 57 km ou 37 km para Morada Nova nos transportes alternativos pau-de-arara, “é um grande sufoco todo mês ir para essas cidades, mas fazer o que, agente não pode fazer nada mesmo, o jeito é ter que pegar o pau-de-arara e se arriscar”, desabafa a aposentada Maria Elzani Rodrigues, 62 anos, ela disse que já entregou o cartão para terceiro fazer o saque do pagamento do beneficio social para evitar os transtornos.
As perdas no comercio tem deixado os comerciantes preocupados, eles estipulam perdas de 50% nas vendas e o pior tem que vender “fiado”, um meio que causa inadimplência como garante o comerciante Francisco Nobre Falcão, 48 anos, que estava no exato momento que a reportagem do Portal Revista Central vendendo na caderneta, “mesmo sabendo que agente corre o risco de não receber, é a única maneira de comercializar com o fechamento do caixa eletrônico”, destaca. Ele pede solução para o problema e se nada for feito o jeito vai ser todo mundo fechar as portas.
Sem saber o que fazer, os pais de estudantes tem procurado o diretor escolar Max Well Maia para pedir ajuda na resolução do problema, “tenho recebido pais de alunos pedindo que agente faça alguma coisa, porque estão tendo sérios prejuízos financeiros, eu mesmo sou cliente e estou também passando pelas mesmas dificuldades”, ressalta o educador que disse já ter buscando interceder no caso.
Preocupada com a situação, a senhora Tatiana Barreira Lins, dona de um posto de combustíveis na cidade garante que já fechou um contrato com o Banco do Brasil para ser instalado o caixa em um espaço no seu estabelecimento, inclusive já fechou um contrato, porém, até o momento nenhum responsável pela agência do BB em Morada Nova que é vinculada não compareceu para resolver a situação.
Estima-se que em Ibicutinga tenham cerca de dois mil funcionários e empregados terceirizados, e cerca de 1.500 aposentados, deste cerca de um mil seja cliente do BB, com o caixa ainda danificado todo dinheiro que circularia está sendo direcionados para outras cidades vizinhas.

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...