Compre Agora

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Quixadá já tem anticoncepcional com poder de ação de três anos gratuitos

O nome do remédio é Implanon, tem formato de palito de fósforo e é colocado sob a pele do braço. 

Com o advento do novo contraceptivo, os jovens terão mais uma opção para evitar o risco de gravidez indesejada, uma realidade muito comum nos dias de hoje. O anticoncepcional já está sendo aplicado em Fortaleza, Caucaia, Pacajus, Maracanaú e Quixadá

Três anos sem engravidar. Essa é a vantagem do mais novo anticoncepcional adotado pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará(Sesa). Distribuído com prioridade para adolescentes, o fármaco visa a diminuir os índices de mortalidade materna, gravidez de risco e gravidez não-planejada.

O método contraceptivo, chamado de Implanon, consiste na aplicação de um bastão do tamanho de um palito de fósforo embaixo da pele do braço da mulher. Durante o tempo em que estiver inserido, o anticoncepcional libera, diariamente na corrente sanguínea, as doses necessárias de etonogestrel para inibir a ovulação.

Indolor

Ao invés de ter que tomar diariamente uma pílula ou medicação injetável mensalmente, a paciente recebe apenas uma inserção, que é rápida, dura apenas dois minutos e não é dolorosa, explica o ginecologista e obstetra, Garcia Souza Neto, responsável pela atenção à saúde da mulher da Sesa.

"Ele tem uma dosagem baixíssima e não submete a mulher ao stress da combinação hormonal dos métodos tradicionais. Os estudos sobre o uso de anticoncepcional na adolescência comprovam que grande parte esquece de tomar a pílula e acabam engravidando. Além disso, existe a descontinuidade dos métodos, que agora pode ser evitada com o uso do bastão",acrescenta.

Planejamento

Para Garcia Neto, esta é uma das mais modernas opções de planejamento familiar e os benefícios são estendidos ao futuro. "Quando a mulher tem a opção de se planejar para a gestação, em ter um filho desejado, no momento escolhido, o pré-natal é melhor realizado, garantido mais saúde tanto para a mãe quanto para o bebê", observa.

Encaminhamento

O Implanon já está sendo utilizado por mulheres não só de Fortaleza, como também dos municípios de Caucaia, Pacajus, Maracanaú e Quixadá (um dos municípios com maior índice de mortalidade materna, de acordo com a Sesa).

As pacientes que demonstrem interesse em adotar o método podem procurar a unidade básica e de lá serão encaminhadas para o respectivo médico responsável.

De acordo com a ginecologista Cláudia Geórgia, do Hospital Geral Dr. César Cals, as mulheres mais jovens têm preferido usar o implante ao invés da laqueadura. Elas são atendidas no ambulatório, onde acontecem palestras, realizadas por equipes multidisciplinares, com profissionais do serviço social e enfermagem.

Segundo a médica, as maiores dúvidas das pacientes são quanto à eficácia da contracepção e a forma como o bastão é inserido.

Ambulatório

É no Hospital Geral Dr. César Cals - unidade da rede estadual referência em assistência à gravidez de risco - onde acontece a aplicação do contraceptivo. O atendimento é realizado no ambulatório, sempre às segundas-feiras. Após a aplicação do implante, a paciente recebe um cartão onde estão especificadas informações como o limite de troca ou retirada do bastão.

Fique por dentro

O implante contraceptivo não protege contra Aids ou qualquer outra doença sexualmente transmissível, portanto, não dispensa o uso de preservativos

A taxa de gravidez acumulada até 3 anos foi de zero, no total de 2.362 mulheres e 73.429 ciclos estudados.

O retorno da fertilidade ocorre rapidamente após a remoção do implante; os estudos mostraram retorno da ovulação três semanas após a remoção

Não há necessidade de períodos de "descanso" para inserir um novo implante após a mulher ter usado o anterior por três anos.
 
Manchete adaptada e informações da Gazeta Web.

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...