Compre Agora

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Energia elétrica chega à serra do Cafundó em Choró pela primeira vez


Por Jackson perigoso
Devido à dificuldade de acesso, postes foram transportados de helicóptero.
As comunidades de Cafundó e Escondido, localizadas em Choró, no Sertão Central cearense, receberam nesta terça-feira,20, pela primeira vez, energia em suas casas. Para que isso acontecesse os a Coelce teve que levar os postes da rede de distribuição de helicóptero. Só assim foi possível realizar as ligações de energia em 35 residências.

Os 46 postes que levarão energia para as 35 casas transportados até a serra Cafundó do distrito de Choró, o helicóptero levou as estruturas até as comunidades.


Na oportunidade, a Coelce entregou 200 lâmpadas eficientes, 40 cestas básicas e quatro geladeiras para o projeto "Melhoramento Genético de Aves Nativas", um curso de avicultura alternativa que será ministrado às comunidades pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) em parceria com a Coelce.

Com foco na criação de galinhas caipiras, o projeto tem a proposta de incentivar o incremento nutricional e melhorar a qualidade de vida dos moradores da região. Na fase inicial, serão distribuídos entre 1.500 a 2.000 pintos para as famílias, juntamente com abrigos para a criação de galinhas, com capacidade para 200 a 300 aves. As famílias participantes contarão com aulas teóricas e práticas, além do acompanhamento de uma equipe técnica durante um ano, ração e quatro chocadeiras elétricas com capacidade para 120 ovos.
Cafundó e Escondido encontram-se bastante distante da cidade de Choró, para chegar até as residência faz-se necessário caminhar a pé, pois como é uma serra não há transito de veículos, não existe telefonia móvel nem fixa. Alunos freqüentam aulas poucas vezes por semana devido à dificuldade de professores.
O Brasil se emocionou com o depoimento de uma criança de 12 anos moradora da Serra do Cafundó, exibido pelo programa Profissão Repórter da TV Globo, sobre o comando do repórter e apresentador Caco Barcellos, no 09/06/2009. Com o tema Conheça os isolados do Brasil o programa denunciou brasileiros que vivem praticamente sem contato com outras comunidades. Sem água encanada e sem luz.
As crianças de Cafundó, andam cerca de 10 km a pé para chegar à pequena escola da comunidade, relatam que tem que acordam 05h30min, as aulas acontecem em apenas três dias na Semana. A pequena Janiela emocionou com o seu jeito de nordestina, naquele dia a criança completo 12 anos de idade. A professora diz que a maioria das crianças não agüentam e desistem de estudar.
Tudo no Cafundó tem que ser carregado nos braços ou no lombo dos animais. Um senhor diz que vai fazer compras apenas uma vez por mês e afirma que não tem vontade de sair da serra.
A cerca de dois anos atrás, o programa profissão repórter da TV Globo mostrou a realidade daquele comunidade, a população brasileira ficou emocionada com tanta misera e sofrimento.
O Programa Luz para Todos, que tem o desafio de acabar com a exclusão elétrica no país, é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, operacionalizado pela Eletrobrás e executado, aqui no Ceará, pela Coelce. Começou em 2004 e já beneficiou 166.289 famílias cearenses. Até agora, os contratos assinados no Ceará totalizam R$ 1 bilhão. Hoje, está na fase final, com uma média mensal de 1.280 residências ligadas à rede elétrica, acrescentando que a meta é realizar 15.000 ligações neste ano. De janeiro a outubro, foram realizadas 12.611 ligações.   

Durante o ano de 2010, a Coelce beneficiou 17 mil clientes, ficando, para 2011, outros 15 mil domicílios a serem atendidos. Com isso, a Coelce pretende garantir que todos esses clientes tenham energia em suas casas até o fim do ano. Para o caso de famílias que residem em áreas de difícil acesso e que estão longe da rede de distribuição, a Coelce está viabilizando com o Governo Federal como será realizado o atendimento até 2014.

A obra na Serra do Cafundó faz parte do Programa Luz para Todos, projeto do Governo Federal que começou em 2004 e já beneficiou 166.289 famílias cearenses. Nesse difícil trabalho, 46 postes, 18 transformadores, 12 cruzetas e cerca de 300kg de condutores foram levados de helicóptero no fim do mês de novembro.


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...