Compre Agora

domingo, 27 de novembro de 2011

Influenza A: Sertão Central cearense em estado de alerta máximo



Por Jackson Perigoso
Surto pode ser mais grave do que as autoridades estão divulgando.

As autoridades de saúde do município de Pedra Branca, no Sertão Central cearense, buscam de todas as formas tranquilizar a população sobre o risco de uma epidemia da influenza A (H1N1), mesmo recebendo avisos a cada momento dando conta de que o caso está sob controle, moradores resolveram esvaziar os estoques de máscaras de todas as farmácias da cidade. A secretária de saúde, Tânia Parente, falou com o portal Revista Central e disse que os pacientes estão bem e que não há motivos para pânico.
Os dados são contraditórios pelas próprias autoridades municipais, para se ter ideia a secretária de saúde, garantiu que apenas 52 pessoas foram diagnosticadas, dentre elas 11 confirmações. Já a diretora do hospital municipal Geânia Landim, releva que os pacientes atendidos chegam a quase 150. Já o diretor clínico informa que só no sábado 63 casos foram notificados e que ao total já chega aos 162 casos suspeitos.



Pedra Branca obteve uma cobertura vacinal para H1N1 em 105%, mas a população vacinada sob orientação do Ministério foram: Idosos, gestantes, profissionais da saúde e crianças até 2 anos, no entanto, justamente a população não contemplada com a vacina ficou desprovida da imunidade os Adolescentes. A recomendação é que quem não recebeu a vacina que busque imediatamente um posto de saúde. Para tomar não pode apresentar nenhum sintoma ou sinal de gripe, pois se tomar a vacina poderá complicar o quadro.
Os infectados são todos jovens entre 14 a 18 anos de idade, estudantes da Escola Profissional Antônio Rodrigues de Oliveira. De acordo com a secretária de saúde, afirmou ainda que o vírus pode ter sido importado de São Paulo por um trabalhador que teve contado com uma pessoa doente e transmitido por algum aluno da escola. Tudo teve inicio na escola e pelo menos 50 pessoas compareceram ao hospital com suspeita, na qual nossa equipe obteve uma foto do exato momento quando os jovens buscavam atendimento.
O Caso teve inicio na segunda-feira,21, e só na sexta houve a divulgação do resultado deixando a população aflita. O que chama a atenção é que os pacientes não foram insolados imediatamente, ou seja, tiveram contatos diretos com outras pessoas, principalmente familiares, para isso foram recomendados que todos usassem máscaras descartáveis. Mesmo assim há sérios riscos de outros municípios contraírem o vírus.
Para os infectados há orientação de repouso absoluto, usar máscara descartável, usar álcool gel nas mãos, tomar bastante líquido, evitar sair para locais aglomerados, evitar tossir em locais fechados e na presença de terceiros, tomar qualquer remédio sem orientação, e procurar imediatamente o Hospital São Sebastião caso de piora do quadro.
O primeiro caso registrado na região foi em junho de 2009, e em Quixadá, quando um estudante em viagem a Brasília contraiu o vírus. Com tantos casos confirmados coloca a região em alerta máximo. Em pedra Branca muita gente está evitando sair e quem se arrisca está usando máscaras.



Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...