Compre Agora

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Caso amoroso foi o motivo principal do crime do secretário, diz delegado


Secretário estava tendo um caso com uma adolescente de 17 anos.
O terceiro homicídio no ano de 2012 no município de Quixadá, no Sertão Central cearense, deixou a população revoltada, tendo como vítima José Jean da Silva Pereira, 34 anos, Secretário Municipal da Participação Popular, Esporte e Juventude. Ele era bastante querido na cidade, principalmente no bairro campo Novo, onde residia e tinha seu reduto politico.
Vários boatos de populares sobre o crime circularam, mas o Delegado Regional da Polícia Civil de Quixadá, Dr. Marcos Sandro de Lira contou detalhes a reportagem do portal Revista Central, sobre as investigações e que motivou o mototaxista Francisco Reginaldo Feitosa Sousa, 39 anos, ter executado o político. 


Sobre a possível execução ocasionada por dívida ainda não foi descartada pelos delegados Dr. Marcos Sandro e Dr. Leonardo Ferreira que estão investigando o crime. Mas essa é a segunda linha de investigação, visto que essa do caso amoroso já foi relatada pessoas interrogadas.
Aos fatos
De acordo com o delegado três pessoas foram interrogadas, a mãe e a filha do acusado, além do motorista da vítima que contaram as suas versões para a polícia. O motorista afirmou que o secretário Jean Silva recebeu uma ligação do mototaxista, em seguida o político como estava próximo ao bairro da Rodoviária, se dirigiu até ao apartamento do pai do acusado que fica no residencial Dantas. Sendo que o motorista ficou esperando, enquanto Jean subia para resolver um problema pessoal.
Segundo Marcos Sandro, o problema pessoal foi relatado pelas duas parentas do acusado. Jean Silva estava tendo um caso amoroso com a filha de 17 anos do Reginaldo Feitosa, sendo que a menor apresentou sintomas de gravidez e o pai descobriu que Jean Silva era possivelmente seria o responsável pela gravidez. O mototaxista recentemente teve uma conversa com a vítima e perguntou se ele ia casar com a sua filha, mas o caso não teve solução naquele momento, visto que o secretário alegou que era amasiado com outra mulher.
Na tarde de ontem, 12, o acusado Reginaldo Feitosa queria resolver imediatamente o pendência e entrou em contato com a vítima para saber de sua resposta final. Quando os dois já estavam no apartamento, e no momento que o acusado perguntou se Jean Silva iria casar com a menor, ele sorriu, neste instante, o pai recebeu aquela risada como uma afronta, diz o delegado. A partir dai o clima esquentou e quando o secretário percebeu que o acusado estava armado, saiu do apartamento correndo, enquanto Reginaldo Feitosa armado com um revólver em punho correu atrás, conseguindo acertar o primeiro tiro em um terreno baldio, logo a vítima tombou e o assassino disparou mais quatro tiros na cabeça da vítima. Lira acredita ainda que o crime foi premeditado.
O Delegado relevou que antigamente esse tipo de crime era conhecido como de lavagem da honra, onde o pai da jovem matava o homem caso não assumissem o romance, antes havia até um perdão, mas atualmente é tido como crime punido com os rigores do código penal.
De acordo com o Código de Processo Penal, o criminoso poderá responder o delito ainda em liberdade, caso se apresente espontaneamente a autoridade policial. Sendo que o delegado ou o Ministério Público poderá pedir a Prisão Preventiva, como garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal, ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime e indício suficiente de autoria.
Luto oficial
O prefeito Municipal de Quixadá, Rômulo Carneiro, decretou luto oficial por três dias em todo o território da circunscrição. Não haverá expediente ao público nos Órgãos Públicos Municipais de Quixadá, no período de 12 a 14 de janeiro de 2012, ressalvado os serviços considerados essenciais. Em nota a deputada Rachel Marques expressou seu pesar à família.
O velório está acontecendo no Polo de lazer do bairro Campo Novo e o enterro será 15h30min no cemitério Parque Jerusalém. O acusado está foragido da polícia.
Comente essa matéria e seja nosso seguidor no facebook.  
Jackson Perigoso
Reportagem
Chico Javali
Fotos e Imagens
Mais Informações: 
Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá
Endereço: Rua Brasílio Pinto, 1445, Combate 

Fone: (88) 3445.1047 
Quartel do Comando da 2ª Companhia do 11ª Batalhão Provisório em Quixadá
Rua Tenente Cravo - Campo Velho



Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...