Compre Agora

quinta-feira, 4 de março de 2010

Operação Pipa está desativada

Empecilho no repasse de verbas do Ministério da Integração obriga Exército a desativar operação de emergência

Quixadá A Operação Pipa está desativada no Ceará. Dos 410 caminhões cadastrados, nenhum deles está mais circulando nos 66 municípios do Estado engajados no programa emergencial coordenado pelo Exercito Brasileiro. Esse foi o diagnóstico apresentado pelo gerente regional da Operação, coronel Luiz Benício, da 10ª Região Militar. Segundo ele, os recursos financeiros disponibilizados pelo Ministério da Integração Nacional acabaram. Não houve mais repasse. O atendimento chegou a zero.

O comandante acrescentou ter recebido informação de mudanças na estrutura do Ministério da Integração. Tão logo se concluam, a situação poderá ser normalizada. Os carros-pipas voltarão a distribuir água potável para as comunidades, com a reativação do programa. Sua equipe está pronta para acompanhar as rotas espalhadas por todo o Estado do Ceará. Benício acaba de assumir o posto de coordenador da Operação Pipa nos estados do Ceará, Piauí, Maranhão e Tocantins.

A Assessoria de Comunicação do Ministério da Integração informou já ter sido efetuado o repasse de R$ 23 milhões para o Ministério da Defesa. A transferência teria ocorrido na terça-feira, dia 2. O técnico da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Júnior Amorim, assegurou que a operação não foi desativada, houve apenas uma paralisação temporária. Até a próxima segunda-feira, o atendimento aos 620 municípios brasileiros cadastrados poderá ser normalizado em todo o País.

O técnico justificou a necessidade de prestação de contas da Operação Pipa de 2009 como responsável pelo atraso do repasse, por meio de despacho. "Nos anos anteriores a média de municípios atendidos era de 350 a 380. No ano passado esses números dobraram. Além disso esse aumento acentuado da demanda levou o Governo a avaliar com mais critério o fechamento dessas contas", disse.

A falta de água, principalmente potável, tem sido a preocupação de muitos prefeitos. A mesma situação tem enfrentado a Defesa Civil do Ceará. Apesar de não ter participado dos levantamentos e do gerenciamento do Operação Pipa no ano passado, ainda são constantes as ligações a procura de auxílio. Segundo o tenente Aluisio Freitas, todos são encaminhados à Secretaria Nacional de Defesa Civil. Por esse motivo não há como definir o número real de municípios em situação de emergência.

Pedra Branca com certeza é um deles, assegurou o prefeito Antonio Góes. Muitas localidades estão sofrendo com a falta de água. Sem o auxílio do carro-pipa, o drama de muitas famílias aumenta. Em Madalena, Mombaça, Milhã, Piquet Carneiro, Tauá, Crateús e Quixadá as cisternas estão secas e os mananciais são distantes das casas.

Outro prefeito do Sertão Central, Antônio Rodrigues, o Dé, de Choró, enfrenta um problema ainda mais grave. Apesar do Açude Pompeu Sobrinho ter boa reserva hídrica, superior a 70%, a água é salobra. O reservatório fica a pouco mais de 5km do Centro da cidade, mas a água não é apropriada para o consumo humano. Ele teme por uma emigração maciça caso a assistência do Governo Federal e do Exército sejam interrompidas. A salvação é o carro-pipa.

O coordenador executivo da Defesa Civil do Ceará, coronel Wiliam Rodrigues, concorda com o posicionamento dos prefeitos. Na avaliação dele, essa realidade é enfrentada na maioria dos municípios do Sertão Central e Inhamuns, onde as chuvas têm sido muito abaixo da média. A expectativa é de que continuem assim, comenta, se referindo às previsões da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), 40% abaixo da média histórica. "Todos somos reféns do tempo", completou.

Alex Pimentel
Colaborador


Caminhões

410 carros-pipas estavam cadastrados na operação para distribuir água às comunidades que sofrem com o desabastecimento no Ceará. Com a paralisação, nenhum deles está trabalhando

MAIS INFORMAÇÕES 
10ª Região Militar - Operação Pipa: (85) 3255.1646 / Secretaria Nacional de Defesa Civil: (61) 3414 5515
Defesa Civil Estadual: (85) 3101.4571

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...