Compre Agora

segunda-feira, 22 de março de 2010

O homem que derrubou o Presidente

A Revista Central traz com exclusividade para seus leitores uma entrevista com Antonio Claudio de Paula, o homem que conseguiu o afastamento do então presidente da Câmara Municipal de Ibaretama João Vieira Picanço.
Claudio já foi vereador de Ibaretama por quatro legislaturas consecutivas (1993 – 2008) chegando a assumir a presidência da Câmara de Ibaretama entre os anos de 1995 e 1997, antes da carreira política, Claudio de Paula (Claudinho para os íntimos) era Produtor rural, Claudio disputou uma vaga para o atual legislativo mais não obteve êxito, atualmente é Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Ibaretama.
Claudio nos recebeu no gabinete do Prefeito para falar das denúncias que fez contra o Presidente da Câmara afastado João Vieira Picanço, a entrevista durou em torno de 20 minutos onde Claudio pôde expressar seu parecer sobre o afastamento de Picanço.
Na entrevista exclusiva Claudio fala que depois da abertura da comissão processante, novos fatos surgiram que a seu ver são bastante graves e precisam ser investigados. No início de sua entrevista Claudio de Paula parabeniza a Revista Central pela cobertura dos fatos de maneira imparcial sendo um importante meio para levar à informação a população do Sertão Central principalmente de Ibaretama.

Confira na integra a entrevista com o Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Ibaretama Antonio Claudio de Paula que denunciou o Presidente afastado João Vieira Picanço por improbidade administrativa.

RC: As denúncias feitas pelo Senhor são verdadeiras ou requentadas como afirmou o Presidente afastado João Vieira Picanço?

Claudio de Paula: Antes de tudo quero dizer que é um prazer está falando com vocês aqui, já que esse meio de comunicação que vocês têm através da internet tem ajudado muito a nossa população a chegar ao conhecimento de tudo que está acontecendo no município. Sobre a pergunta quero dizer o seguinte: todas as denúncias que foram feitas, foram retiradas do Portal da Transparência (TCM), e a que não conseguimos ver no Portal da Transparência é porque são oculares, não há o que se discutir que o carro da Câmara de Ibaretama fica a serviço do Dr. Picanço levando gente para sua esposa que é oftalmologista fazer consulta de vista, levando pra Limoeiro. Então as que não estão comprovadas através de documentação mais a população de Ibaretama, os vereadores de Ibaretama, toda a população tomaram conhecimento.

RC: O Vereador Carlos Augusto afirmou que só votaria pelo requerimento se pedisse o afastamento dos dois (Prefeito e Presidente da Câmara). Em sua opinião o prefeito também está cometendo irregularidades?

Claudio de Paula: Eu acho que o Vereador Carlinhos foi muito infeliz quando disse essas palavras. A administração do Edson é uma administração que tem sido pautada na responsabilidade, pode até faltar alguma coisa, mais se você fizer uma observação e a população de Ibaretama pode conferir isso ir ao TCM e ver quantas multas o Edson pagou por atraso de documentação? O Edson tem tido muito cuidado para não fazer nada errado, porque isso, foi um compromisso de campanha e a gente já vem sofrendo isso na Ibaretama há vários anos, são denúncias e mais denúncias e o Prefeito não seria louco de cometer irregularidades que são conhecidas no nosso município e porque não dizer no Estado do Ceará.

RC: O que o Senhor espera da Comissão Processante?

Claudio de Paula: Eu estou acompanhando os trabalhos da comissão e quero dizer que dessas denúncias que foram formuladas o requerimento do dia 12 (doze) já temos o dobro depois que começaram a apurar. Por exemplo: o Carro da Câmara, nós sabemos que existe o carro Flex., mais o carro do presidente ta gastando óleo diesel, isso é uma coisa jamais vista, nós encontramos, por exemplo, multas que o Senhor Presidente pagou com o dinheiro da Câmara (Multas por atraso de documentação junto ao TCM, segundo a lei devem ser pagas do bolso do gestor) e ainda teve a infelicidade de empenhar, isso eu acho um absurdo. Tudo isso já foi apurado depois que a comissão processante entrou em ação.

RC: Picanço alega que foi orientado pelo TCM e pela UVC a cortar as diárias dos vereadores e que até teria sugerido cortes nos vencimentos dos vereadores. Em sua opinião eles deram esse conselho ao Presidente afastado?

Claudio de Paula: Eu acredito que o Presidente do TCM não existindo recurso para Câmara municipal pode até ter orientado, o que nós estamos questionando não é essa orientação do TCM e sim as diárias que ele tirou irregular, que ele tirou acima, pra você ter uma idéia, nem o Prefeito, nem Presidente de Câmara pode tirar diárias acima de cinqüenta por cento (50%) do valor do seu salário, no que aqui na Câmara de Ibaretama ultrapassou esse valor muitas vezes, não estamos reclamando que ele tinha que cortar gastos, não é isso que eu denunciei, eu denunciei diárias exageradas.

RC: O Senhor acredita que tenha uma CAIXA PRETA? Ou o presidente afastado está blefando para atrapalhar as investigações?

Claudio de Paula: Ele não só blefa como não dá para eu entender, porque o doutor Picanço, um homem formado exatamente na área que ele não poderia cometer um equívoco desses de dizer que tem uma caixa preta, se ele tem essa caixa preta e trabalha corretamente como ele diz, ele já era para ter denunciado isso a muito tempo, como é que ele vai conviver com uma caixa preta guardada e só quer abrir essa caixa preta depois que foi afastado do poder, então isso ai são coisas que eu não acredito que possam está acontecendo no município eu acho uma infantilidade muito grande de um homem formado dizer uma coisa dessa para imprensa, disse que tem vídeo, ai já chegou ao final, ele mesmo está provando que está cometendo uma irregularidade, porque na hora que eu vou guardar um vídeo com vereadores me extorquindo e eu não divulgo, não denuncio, eu estou compactuando com o erro.

RC: Picanço afirmou para a Revista Central que a Comissão Processante vai ter que inventar alguma coisa, que ele sai com a honra inabalada... (Claudio interrompe).

Claudio de Paula: ... Não é necessário, não é necessário inventar, muito pelo contrário a gente não ta tendo é tempo de colher tudo que está errado na Câmara Municipal. Por exemplo: muita documentação que a gente exigiu lá da Câmara não se encontra e nós já pedimos que a promotoria tomasse as providências, estamos dando quarenta e oito horas.

RC: quer dizer que a documentação da Câmara não foi encontrada?

Claudio de Paula: Não foi encontrada. 70% (setenta por cento) da documentação não estão na casa.

RC: Claudio o Senhor fez a denúncia não como Chefe de Gabinete e sim como cidadão e eleitor de Ibaretama. O que o Senhor teria a dizer a cada cidadão de Ibaretama hoje sobre a corrupção?

Claudio de Paula: O que eu queria dizer aos amigos de Ibaretama é que a corrupção é uma coisa que sempre quando políticos estão em campanha dizem que vão combater. No caso aqui do nosso presidente afastado o palanque dele era que vinha para moralizar para fazer o que os outros vereadores não tinham feito em vinte anos, a proposta dele seria moralizar e a gente ver o que está acontecendo. E a minha denúncia você sabe que para assinar um requerimento desses tem que ter conhecimento de causa e também coragem, porque você fica visado, tem muita pressão e eu sabia que nem um cidadão iria querer assinar essa denúncia, como eu achei absurdo o que está acontecendo no nosso município foi o jeito assinar as denúncias, tenho conhecimento da causa e sei que o que eu fiz foi um grande bem para Ibaretama.   

FIQUE POR DENTRO

A Comissão Processante que iniciou seus trabalhos já nesta segunda-feira (15/03) tem 90 (noventa) dias podendo ser prorrogado até 120 dias para apurar as denúncias feita pelo cidadão e atual Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Ibaretama Antonio Claudio de Paula. Durante os trabalhos a comissão deverá intimar várias pessoas para depor sobre as possíveis irregularidades praticadas pelo presidente afastado João Vieira Picanço, assim como terá que conceder amplo direito de defesa ao Vereador Picanço para que se defenda das acusações.
Segundo fontes, a Comissão Processante já intimou Picanço para fazer sua defesa, no entanto nossas fontes asseguram que o Presidente afastado não quis receber a intimação da comissão, com esse comportamento vamos esperar para saber qual será os próximos procedimentos da comissão processante.
Segundo a Lei 12.550 de 27 de dezembro de 1995 sancionada pelo então governador Tasso Jereissati que disciplina sobre o processo e julgamento de Prefeito e Vereador por infrações políticos administrativas. Além de ficar afastado de suas funções de Presidente, Picanço deverá também perder 50% (cinqüenta por cento) de sua remuneração até que saia decisão final do processo.

Karpegeanne Vieira
Correspondente da Revista Central em Ibaretama

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...