Compre Agora

domingo, 14 de março de 2010

Eleições 2010: Pesquisa mostra Dilma à frente de José Serra

Em outra pesquisa encomendada pelo PT deu pela primeira vez Dilma com 3 pontos na frente de Serra

São Paulo. Em pesquisa a ser divulgada na próxima quarta-feira, o PSDB saiu-se mal em uma pesquisa nacional de intenção de votos, que traz um empate técnico do governador de São Paulo, José Serra (PSDB) e a ministra-chefe da Casa Civl, Dilma Rousseff (PT), mas com a petista 1 ponto percentual à frente. A pesquisa foi feita entre 5 e 10 de março com 2002 pessoas em 142 municípios. A informação foi divulgada ontem no Blog do (Ricardo) Noblat, repercutindo uma notícia veiculada pela Revista Veja.

Outra pesquisa, segundo o colunista, desta vez encomendada pelo PT, foi levada ao Planalto na sexta-feira. Deu pela primeira vez Dilma Rousseff 3 pontos à frente de José Serra.

Alheio as pesquisas, o governador José Serra (PSDB-SP) está numa corrida contra o tempo. Enquanto seu partido o pressiona para lançar a pré-candidatura à Presidência o mais rapidamente possível, sua agenda é tomada por inaugurações e lançamentos de projetos, que devem ser feitos até prazo da desincompatibilização do cargo, em 2 de abril.

O tucano ainda esbarra em contratempos. Um deles é a Linha 4 do Metrô: a previsão era inaugurar quatro estações, mas só duas devem ficar prontas.

Para o presidente da Comissão de Obras da Assembleia Legislativa, o deputado petista Simão Pedro, a pressa causa prejuízo para o estado.

" É um prejuízo social grande e também financeiro, para o qual ainda não há cálculo. Desde o ano passado há um apressamento (sic) no cronograma de obras. Tudo deve ser feito até março, como se o governo não continuasse a existir em abril", queixa-se o petista.

A Linha 4 é a mesma que foi palco de uma tragédia em 2007, com o desabamento das obras da estação de Pinheiros e a morte de sete pessoas.

"Naquela ocasião, o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) apontava para erro devido ao apressamento do cronograma. O que nos deixa indignados é que os mesmos erros do governo Alckmin estão sendo cometidos agora", diz Simão. O governo nega estar correndo para inaugurar as obras, como o Trecho Sul do Rodoanel. Nele, três vigas de um viaduto despencaram sobre carros em novembro do ano passado, sem vítimas fatais. O laudo do IPT apontou falhas na construção. O trecho tem 61 quilômetros e 132 pontes e viadutos, com custo da ordem de R$ 4,86 bilhões.

As últimas notícias dão conta que Serra pretende lançar sua candidatura somente depois da Páscoa para evitar ser ofuscado pelo lançamento do PAC 2, pelo presidente Lula e pela ministra Dilma Rousseff, marcado para o próximo dia 29 de março.

Serra deve deixar, no final deste mês, o cargo de governador para poder disputar a eleição. Além do lançamento da candidatura do governador ao Palácio do Planalto, o PSDB paulista vai lançar Geraldo Alckmin para o governo de São Paulo.

Com informações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...