Compre Agora

quarta-feira, 10 de março de 2010

Alencar: denúncia sobre Bancoop não vai 'colar' em candidatura de Dilma


O vice-presidente da República, José Alencar, disse nesta terça-feira (9), em evento em São Paulo, que as denúncias sobre supostos desvios na Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) não vão "colar" na candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), à Presidência da República.

O Ministério Público estima que os desvios, que teriam ocorrido entre 2001 e 2008, cheguem a R$ 100 milhões e suspeita que parte desse montante tenha sido destinado a campanhas eleitorais do Partido dos Trabalhadores. O tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, foi presidente da cooperativa.Neto e a defesa da Bancoop negam irregularidades.

"Acho que essas coisas não vão colar contra ela não. Ela é uma mulher que dignifica a classe e o gênero", disse Alencar, citando ainda a história de vida da ministra e "sua dedicação e comportamento". O vice-presidente defendeu a apuração das denúncias, mas frisou que é preciso lembrar que os suspeitos são considerados inocentes até que seja provado o contrário.

Saúde
Alencar disse que, nos próximos dias 16 e 17, fará "exames completos". Com base nos resultados, o vice, que faz tratamento contra um câncer, decidirá se disputará as eleições ou não.

Ele é cotado para disputar uma vaga no Senado por Minas Gerais. Questionado, no entanto, se toparia uma candidatura ao governo mineiro, ele não respondeu negativamente, mas disse que, para seus 78 anos, a rotina do Legislativo é mais adequada.

"Pela experiência que eu tenho do Senado e da vice-presidência, eu sei que a agenda do Executivo é mais pesada. (...) Acho que é muito mais honesto da minha parte disputar uma eleição para o Legislativo", respondeu, acrescentando que "sente saudade" do Senado.

Com informações do G1

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...