Compre Agora

domingo, 16 de outubro de 2011

Concurso escolhe Miss Gay de Quixadá 2011

Recentemente por unanimidade, os ministros do STF reconheceram a união estável para casais do mesmo sexo.
Com objetivo de sanar o preconceito existente com relação aos homoafetivos a Secretária de Esportes e Juventude de Quixadá, no Sertão Central cearense, realizou a 2ª edição do Miss Gay Quixadá. O evento aconteceu durante a noite deste sábado, 15, no Ginásio Governador Gonzaga Mota e atraiu um bom público que foi ver de perto o desfile.
A Miss Gay Sertão Central, Jhully Stefâny entregou a faixa a Nicoly Daymor como a nova Miss Gay Quixadá 2011. Dandara Scanokeer e Faritney Spears foram segundo e terceiro lugar respectivamente. Antes do desfile vários grupos danças e de teatros se apresentaram.

Para o Secretário de Juventude e Esportes, Gean Silva, sua pasta tem apoiado manifestações dessa natureza por acreditar que é um mecânismo de combate as praticas preconceituosas na região do Sertão Central, “queremos transmitir a sociedade que o preconceito aos homossexuais deve ser combatido de todas as formas”.
Para a chefe de gabinete da prefeitura de Quixadá, Luciene Xavier, o município de realizado seminários com intuito de ofertar a classe meios com viés contra o preconceito que para ela ainda é assustador, “vivemos em um país democrático e desde da constituição de 1988 que temas como estes vem sendo debatidos, mas que agora devem ser aprofundado, todabia o preconceito ainda é grande”, para a representante do prefeito, “o amor não escolhe sexo”.
Recentemente por unanimidade, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceram a união estável para casais do mesmo sexo. Companheiros em relação homoafetiva duradoura e pública terão os mesmos diretos e deveres das famílias formadas por homens e mulheres. Isso significa que o STF vai estender aos casais homossexuais 112 direitos que até hoje só eram concedidos às uniões do mesmo sexo.
Os homossexuais poderão, por exemplo, pedir pensão em caso de separação e receber benefícios como dependente do companheiro que é servidor público. Muitos desses direitos já vêm sendo garantidos por outros tribunais em casos isolados. Alguns órgãos do governo também reconhecem a união do mesmo sexo. É esse o caso da Previdência Social, que concede ao parceiro gay a pensão por morte e permite a declaração conjunta do imposto de renda.
Jackson Perigoso
Reportagem
Chico Javali
Fotos

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...