Compre Agora

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Quixeramobim derrota Cirilo Pimenta

Derrotado nas urnas o político só deve rezar para não ficar inelegível 

Cirilo Pimenta/Foto: Google
Considerado como o político mais influente nos últimos 20 anos no município de Quixeramobim, Sertão Central cearense, o deputado estadual Cirilo Pimenta viu o seu futuro político esfacelado, seus atos que ainda devem custar um preço mais caro do que o imaginado foi um dos fatores que amargou o seu futuro político. Pimenta ainda pode ser derrotado na justiça, poderá perder seus direitos políticos e ficar 8 anos sem poder se candidatar a se quer um concurso público. Rejeição de contas públicas quando era prefeito de Quixeramobim pesa no processo. 

Cirilo Pimenta foi um dos deputados tucano que não se aliou ao governador Cid Ferreira Gomes, preferiu fazer uma oposição baseada em acusações, atirando por todos os lados. Sem ter onde buscar recursos públicos para realizar grandes obras no seu reduto político, o deputado sofreu nas eleições, uma delas foi ouvir dos seus adversários que ele era um candidato ‘ficha suja’. 

Em Quixadá, Pimenta obteve 3.056 votos na eleição de 2006, porém, nada fez a não ser se intrometer nas brigas dos bispos em 2009 visando atrair votos, mas a sua estratégica não foi aceita pelos eleitores quixadaenses, resultado, o político só conseguiu 1.763 míseros votos. 

Cirilo Antonio Pimenta Lima entrou na política como vereador no ano de 1988, em 1990, o político foi eleito a Deputado Estadual, mesmo com mandato de deputado perdeu as eleições municipais em 1992. Passados dois anos da sua primeira derrota política, Pimenta ganhou pela segunda vez uma cadeira na Assembléia Legislativa no ano de 1994. Sendo deputado filho natural de Quixeramobim tinha ganância de conquistar o poder municipal, candidatou-se a prefeito e venceu em 1996, sendo reeleito nos ano de 2000, durante estes anos o político foi considerado como um dos melhores prefeitos do Ceará e do Brasil. Cirilo Pimenta venceu pela terceira vez as eleições para deputado estadual no ano de 2006, em 2010 o político viu um passado questionado e muitas acusações o que resultou na sua derrota.

Revista Central

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...