Compre Agora

sábado, 16 de outubro de 2010

Fazenda Não me Deixes em Quixadá contemplada com incentivos a preservação

O objetivo da iniciativa é incentivar a proteção do bioma caatinga em áreas privadas localizadas em seis Municípios

O Programa de Incentivo à Conservação em Terras Privadas na Caatinga (formada pela Associação Caatinga, The Nature Conservancy (TNC), Confederação Nacional de RPPN (CNRPPN) e as associações de proprietários de RPPN: ARPEMG, APPN, Macambira, Preserva e Asa Branca), acaba de anunciar os cinco projetos vencedores do segundo edital para Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN).

Os contemplados pelo edital são: Projeto de Criação de RPPN nos Municípios de Quixadá, Maranguape e Itatira; Projeto de Criação de RPPN nos Municípios de General Sampaio e Itapipoca; Projeto de Elaboração do Plano de Manejo da RPPN Não Me Deixes (localizado em Quixadá); Projeto de Elaboração do Plano de Manejo da RPPN Elias Andrade (em General Sampaio) e o Projeto de Elaboração do Plano de Manejo da RPPN Monte Alegre (Pacatuba).

O programa tem como estratégia o incentivo à conservação em terras privadas, o fortalecimento institucional da rede de conservação privada e a identificação e implementação de políticas e práticas que incentivem a criação e manutenção de reservas particulares.

O edital lançado integra o Projeto Caatinga Preservada: Segurança Hídrica e Emissão Evitada de Carbono no Semiárido, patrocinado pela MPX e coordenado pela Associação Caatinga.

Considerando que os poucos remanescentes do habitat natural da Caatinga estão localizadas em terras privadas, a criação e gestão de Reservas Particulares do Patrimônio Natural são importantes como estratégia para a conservação desse bioma, a manutenção dos recursos hídricos e também a redução de emissões de gases do efeito estufa.

Este edital apoia diretamente proprietários rurais no Ceará que desejam criar este tipo de reserva, bem como proprietários que já possuem RPPN em suas áreas e que desejam fortalecer a proteção das áreas através da elaboração do plano de manejo e ações de manutenção da integridade da reserva.

A transformação de uma área privada em reserva particular trata de esforço que parte de ato voluntário do proprietário rural em promover a conservação em sua propriedade e contribuir para preservação de florestas e ambientes naturais do Bioma Caatinga.

A ideia do projeto é garantir a manutenção dos sistemas hídricos que contribuem para o abastecimento e a segurança alimentar das comunidades do sertão nordestino.

MAIS INFORMAÇÕES 
Lead Comunicação e Sustentabilidade (Marcela Ayabe)
(11) 3168.1412 ou (11) 8714.9786

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...