Compre Agora

sábado, 2 de outubro de 2010

A importância da imprensa

SinceraMente
Por Fagne Alexandre*

Atualmente é inimaginável a ausência dos meios de comunicação, seja rádio, televisão ou internet, é praticamente impossível visualizar tal situação em que as “verdadeiras” informações deixariam de chegar, com toda sua importância para nossa formação, até cada um de nós. Estamos tão próximos dos meios de comunicação que muitas vezes confundimos nossas opiniões com aquelas que são veiculadas através destes.

A distância entre tais meios, ainda que não refletida por nós, também não é maior que a nossa em relação a estes, assim como muitas de nossas referências são originadas de suas publicações, o mesmo acontece entre eles. Se nossos olhos se voltam para os pontos mais importantes, em nossas opiniões, não seria justo que o destaque dado por tais meios fossem diferentes, ou seja, não podem eles se colocar distantes de seus interesses.

Também não seria justo afirmar que todos, meios de comunicação e nós, estamos envolvidos em um mesmo e único assunto, alguns falam de futebol, outros de política, e os demais de assuntos diversos, talvez cada um com sua opinião particular. Não seria interessante discordar da opinião da “maioria”, ainda que ela seja fictícia, mas desde que seja a existente. Nisto não parece residir qualquer contradição, assim como não é possível encontrar contradição entre fatos da imprensa e da realidade.

Um assunto ou outro que escapa aos gostos, gostos não, aos interesses da imprensa, interesses também não, pode parecer tendencioso, aos “olhos” da imprensa certamente não tem importância. Contudo não esqueçamos que importância é o conceito de relação, ou relativo, mas certamente não estão aí interesses da própria imprensa, pois como todos sabem “ela não tem cara”, apenas olhos.  

Seria um grande erro comparar a essência com a aparência, como seria absurdo comparar grandes e pequenos sem respeito à proporção, os chamados meios de comunicação de massa não podem ser vistos com os mesmos olhos que vêem órgãos de imprensa sem grande notoriedade. Aqueles, os meios de comunicação de massa, não são tão somente os meios utilizados, são sim as publicações e reproduções das mesmas. Obviamente, reproduzir interesses de grupos particulares não é papel dos meios de comunicação de massa, certamente eles estão interessados em informar...

Talvez tentar uma notícia diferente não agrade o público, ainda que tal público tenha uma opinião particular, independente, mas nós não podemos concordar com tal público, que está em desacordo com a grande mídia, pois ela simplesmente “informa”, não traz nenhuma referência aos interesses de grupos particulares.

Fagne Alexandre
Graduado em letras pela UECE/FECLESC
Ex-Professor da Escola Cônego
Funcionário de empresa de economia mista

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...