Compre Agora

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Dados da violência no Sertão Central nos últimos anos chamam à atenção


A reportagem da Revista Central fez um levantamento de como está à situação da segurança pública nas cidades sob a jurisdição da segunda Companhia de Policia Militar da região do Sertão Central, os motivos para tantos homicídios, furtos e lesões corporais pode estar entrelaçados a fatores causantes que é o baixo número de agentes policiais. Segundo informações do Comandante e Tenente Coronel, Rômulo Tavares, a sua cooperação conta com apenas 299 homens que fazem revezamentos diariamente em 11 cidades do interior, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Milhã, Solonópole, Irapuan Pinheiro, Pedra Branca, Banabuiu, Ibaretama, Ibicuintinga e Choró.
Pelos dados do Instituto Brasileiros de Geografia e Estatísticas (IBGE), as cidades incorporadas na companhia têm aproximadamente 305.648 mil habitantes, ao todo estes municípios têm abrangência de 13.605 Km² de extensão territorial. São mais de um mil habitantes para cada policial, média acima da nacional.
Segundo um levantamento feito pelo site Monólitos Post, pertencente ao Sistema Monólitos de Comunicação, no ano de 2009 foram registrados 29 homicídios, são 14 a mais do que no ano de 2008. Na região em 2008 foram 51 homicídios, em 2009 esses dados subiram para 74, um aumento de 23 crimes a mais.
Em se tratando de lesões corporais o aumento de 2008 para 2009 subiu mais de 50% na região, em 2008 foram 153 registros, já no ano seguinte, esse dado foi elevado para 255 casos. Em Quixadá aconteceram 71 lesões em 2008, mas em 2009 foi para 124 casos.
Segundo o levantamento, apenas 23 pessoas sofreram roubos em 2008, mas em 2009 esse crime triplicou em Quixadá. Na região foram registrados 70 casos no ano de 2008, mas em 2009 foram 114 roubos a pessoa.
Os estupros também aumentaram tanto em Quixadá como na região. Em 2008 a policia investigou apenas 2 casos, mas em 2009 foram 4 casos. Na região do Sertão Central que compreende 11 cidades, os estupros em 2008 foram 3, em 2009 foram 6 casos.
Confira os dados segundo uma reportagem publicada anteriormente na Revista Central
O município de Quixadá com uma população de mais de 80.447 mil habitantes é a cidade que tem a maior frota de policiais militares fazendo a segurança, ao todo 108 homens fazem o revezamento o que corresponde 744 habitantes para cada policial.
O município de Quixeramobim tem uma área territorial de 3.257 KM² e uma população de 68.966 mil habitantes, tem 36 homens armados, o que somam 1.915 habitantes para cada policial. Já o município de Senador Pompeu tem uma população de 25.290 e uma área territorial 1.043 Km², hoje com 17 policiais, cada um fica responsável por 1.487 habitantes. O pequeno município de Milhã com uma área de 525 Km² tem o total de 7 policiais fazendo a segurança de 14.111 mil habitantes, na soma ficam 2.015 pessoas para cada um policial.
Em entrevista sobre o assunto o Coronel Rômulo Tavares reconhece que o contingente é pequeno para os números e quantidades de habitantes, mas ressalta que essa divisão é feita de acordo com o total de habitantes, escolas, faculdades, instituições bancárias dentre outros critérios.
Com uma população de 17.340 mil habitantes, 1.440 Km² de território, o município de Solonópoles tem 7 policiais fazendo a segurança o que corresponde 2.447 pessoas para cada PM. Irapuan Pinheiro tem 9.108 habitantes e uma área de 509 KM² de território também conta com apenas 7 policiais militares ou 1.301 habitantes para cada 1 PM. O que ser observa é que a população destes municípios está sob a proteção mesmo de Deus.
Os números também no município de Pedra Branca, com uma população de 40.762 habitantes e uma área de 1.290 KM² de territorial, conta com apenas 16 policiais militares, ou 2.547 pessoas para cada um policial. Na última quinta-feira(3), uma quadrilha composta de seis elementos fizeram uma grande mobilização na ruas daquela cidade e colocou uma viatura para correr, a viatura ficou recheada de tiros de fuzil.
Banabuiu tem uma população de 17.448 habitantes com uma área de 1.255 Km² tem apenas 6 policiais o que somam 2.908 pessoas para cada um policial. Recentemente a cidade foi alvo de sequestro, onda de furtos e de homicídios que tem acontecido frequentemente. Em Ibaretama com 12.728 habitantes, uma área de 882 Km² de território conta com apenas 15 policiais que fazem o revezamento diário o que somam 848 para cada PM.
O estado parece que a cada dia se distancia da população das cidades de Choró e Ibicuitinga. Com uma população de 11 mil habitantes uma área territorial de 381 Km², o município de Ibicuintinga conta com apenas 6 Policiais, o que dá 1.222 para cada um. Também quem está quase desprotegido da ação do estado é o município de Choró que conta com apenas 7 policiais e uma população de 12.790 mil habitantes e uma área territorial de 864 Km² o que somam 1.827 pessoas para cada um policial.

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...