Compre Agora

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Católicos não reagem à saída de Dom Adélio


População católica de Quixadá e universitários recebem com passividade a decisão da renúncia de dom Adélio

Após a divulgação pública da renúncia do bispo emérito dom Adélio Tomasin, do cargo de chanceler da Faculdade Católica Rainha do Sertão, o clima é de surpresa, principalmente para os alunos do campi erguido pelo religioso quando ainda estava à frente da Diocese de Quixadá.

Mesmo assim, ontem, as aulas aconteceram em clima de normalidade. Nas salas, professores e estudantes se concentravam nas disciplinas. Apenas comentários nos corredores e o semblante entristecido e preocupado de alguns funcionários mudavam a rotina da instituição. Porém, ao contrário do que se previa, não houve manifestação pública contra a renúncia. Apenas comentários de lamentação, mas individualmente por parte de alguns estudantes da instituição.

No 6° semestre de Direito, Eylha Ribeiro lamentou a decisão e os rumos adotados pela administração da Faculdade. O colega Miguel Leges foi mais além. Ficou chocado ao receber a notícia. Não opinião dele o trabalho visionário do bispo operário vai muito além do social. Ajudou a impulsionar a região. Ainda não entende o porquê da decisão. Leges e mais centenas de alunos aguardam com expectativa as medidas a serem adotadas por dom Ângelo Pignoli.

Formada recentemente em Administração, Adriana Nobre recebeu a notícia com tristeza. Apesar de ter se graduado no último semestre, em 2009, demonstra preocupação quanto aos rumos da Faculdade. O semestre começou e não sabe quem administrará o complexo universitário. Ela não concorda com o tratamento dado a dom Adélio. "Não é todo mundo que é capaz de transformar sonho em realidade".

No início da noite da última segunda-feira, dezenas de fiéis participaram do início das festividades em louvor à N. Sra. Imaculada Rainha do Sertão. Na carreata com destino ao santuário ninguém quis se manifestar a respeito da renúncia de dom Adélio. Na celebração religiosa, todos se concentraram nas orações. Ninguém queria tocar no assunto. Apenas a dona-de-casa Aparecida Mesquita se manifestou: "Deus sabe o que faz. Estou aqui em busca de um milagre".

Segundo o diácono Adriano Silva, assessor de dom Ângelo Pignoli, o bispo diocesano se manifestaria ontem sobre a decisão de seu antecessor e sobre os rumos da Católica de Quixadá. Até o encerramento desta edição, o pronunciamento não ocorreu. O diácono justificou que a manifestação ocorrerá por meio de nota. O diretor interino da Faculdade, o professor Manoel Messias de Sousa, se pronunciará em nome da instituição de ensino superior, mas não confirmou quando.

MAIS INFORMAÇÕES 
FACULDADE Católica Rainha do Sertão, Rua Juvêncio Alves, 660, Centro - Quixadá
(88) 3412.6700/ 6743

Alex Pimentel
Colaborador

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...