Compre Agora

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

“Câmara de Ibaretama está Falida” afirma vereador Aldenor Queiroz.



“Falida” essa foi à conclusão que chegou o Vereador Aldenor Freitas de Queiroz, depois de levantamento feito pelo próprio vereador depois de analisar as atuais contas da Câmara Municipal de Ibaretama, segundo o vereador tomando por base os vencimentos dos vereadores, diárias e salários de assessores a Câmara gastaria o equivalente a R$ 48.000,000 (quarenta e oito mil reais), mais a própria casa já aprovou para este ano o valor equivalente a 46.000,00 (quarenta e seis mil reais).

“tomando por base os cálculos que fiz salvo o que desconheço e tendo a lei que aprovamos como parâmetro, a Câmara ainda fica com um déficit mensal de pelo menos 2.000,00 (dois mil reais), por isso aqui posso afirmar que a Câmara está falida” disse o vereador em plenário. Apesar dessa afirmação o vereador reconheceu que pode sim ajustar as despesas e a Câmara pode se virar com o valor aprovado em lei.

O Clima foi tenso mais uma vez na Câmara Municipal de Ibaretama (29/01), a população pôde assistir a mais um festival de acusações, trocas de farpas e muita, muita lavagem de roupa suja no plenário do Legislativo municipal. A Revista Central esteve presente com dois repórteres, para levar a informação em tempo real e com credibilidade.

O presidente da Casa Sr. João Vieira Picanço, passou para os vereadores a prestação de contas do ano de 2009, mais uma vez Picanço voltou a se defender das acusações de que teria retirado 43.000,000 (quarenta e três mil) de diárias. “nenhum presidente desta casa seria louco de retirar esse valor de diárias, até porque não tem” disse Picanço antes deixar o plenário, o presidente disse ter que resolver problemas no Bradesco passando a presidência para o Vereador Oliveira Filho.

O clima ficou muito tenso quando a vereadora Elíria Queiroz fez seu pronunciamento, mais uma vez a vereadora voltou a fazer várias denúncias contra a Saúde de Ibaretama, desta vez o alvo foi o Ex-prefeito e atualmente médico em Ibaretama Dr. Manoel Moraes Lopes, segundo a Vereadora Elíria, Dr. Moraes recebe da Saúde de Ibaretama o equivalente a R$ 26.000,000 (vinte e seis mil reais), “Ele é médico do PSF de Piranjí, é plantonista no Hospital e ainda acumula o cargo de Diretor Clínico, os plantões dele não têm preço certo, além do mais ele só atende um dia em Piranjí onde ele tem que ter pelo menos três dias de atendimento” denunciou a vereadora que ainda frisou que no hospital não tem exame de sangue há dois meses e que as pessoas estão tendo que fazer particular em Quixadá. Em sua fala de pelo menos 10 minutos a vereadora ainda ironizou parabenizando a mais nova empresária de Ibaretama veja o que disse a vereadora “Gostaria de parabenizar a mais nova empresária de Ibaretama, a Ritinha que mora com o secretário de finanças Júnior, Parabéns mesmo a Senhora Já vendeu aproximadamente 33.000,000 (trinta e três mil reais) em lanches para a prefeitura de Ibaretama” ironizou a vereadora.

O vereador Daniel Souza Lopes que havia pedido paz para os vereadores na sessão passada (noticiado aqui na Revista Central) saiu em defesa de Dr. Moraes, “O Homem é competente” e completa “não sei por que a senhora bate tanto no Dr. Moraes, talvez seja por medo, porque ele é uma grande liderança política de Ibaretama”. O vereador foi mais duro com a vereadora dizendo “o prefeito Edson foi chamado a Limoeiro pelo Juiz, ele foi sem saber do que se tratava chegando lá soube que era para pagar os funcionários que ficaram afastados na gestão passada por oito meses” E pergunta “vereadora cadê o dinheiro desses funcionários para onde foi?” o vereador ainda destacou que a vereadora não é a pessoa mais indicada para criticar a administração. O vereador terminou seu discurso dizendo “A Senhora (vereadora Elíria) Foi campeã de votos na Eleição passada, quero ver ser campeã de votos sem a máquina da prefeitura na mão nas próximas eleições, se isso acontecer, vou dizer que a senhora é boa de voto mesmo”.

A Revista Central entrou em contato com a Direção do Hospital para saber sobre os exames de sangue, a direção informou que não está fazendo exame de sangue há dez dias enquanto está se fazendo o processo de licitação e que os exames estão sendo feitos particulares, mais são pagos pela prefeitura (os que forem ofertados pelo SUS) e não pelo usuário como afirmou a vereadora. Os demais citados podem manifestar-se a qualquer momento tendo garantido o direito de resposta. 

Reportagem: Karpegeanne Vieira
Fotos: Revista Central de Quixadá

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...