Compre Agora

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

'Todo dia é uma mentira, uma provocação', diz Lula em comício


Presidente participou de comício em Valparaíso (GO) ao lado de Dilma. 
Segundo ele, Serra está baixando o nível com ataques pessoais.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na noite desta segunda-feira (6) de um comício em Valparaíso (GO) ao lado da candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) à Presidência da República, Dilma Rousseff, e afirmou que a oposição está nervosa. Acrescentou que o candidato do PSDB, José Serra, resolveu "baixar o nível" com "ataques pessoais".
"E a Dilma já aprendeu a grande lição da vida. Primeiro, não responder e não baixar o nível da campanha. Nós não temos que falar para o nosso adversário. Cada vez que aparece na telinha, a gente está conversando com uma mulher, com um adolescente, uma criança, um trabalhador, um produtor rural. É com eles que a gente tem que falar", disse Lula.
O presidente afirmou ainda que a candidata do PT tem de aparecer com uma "cara sempre bonita, simpática, alegre". "E deixa ele ficar cada vez mais nervoso. E cada vez você [Dilma] crescendo mais na pesquisa e ele encolhendo. O presidente afirmou também que a campanha petista não pode deixar "espaço vazio". "Porque todo dia é uma mentira, todo dia é uma invenção, todo dia é uma provocação", declarou.
Mais cedo, nesta segunda-feira, o candidato José Serra afirmou ver motivação política, mas não eleitoral, no escândalo de vazamento de dados sigilosos da Receita Federal. "O que houve foi um crime, crime como é a invasão da vida pessoal de qualquer cidadão. (...) Não acho que seja eleitoral [a motivação], como muitos setores acham. Tem a ver com a democracia, estilo e características de atuação do PT. Que é um partido que convive com a democracia, mas não convive bem, convive com desconforto. Porque no fundo não são democratas. O PT no fundo da alma, e até na superfície, não é democrático", afirmou o tucano durante sabatina realizada pelo Grupo Estado.
O presidente também disse que a coligação de Dilma Rousseff não pode fazer o "jogo rasteiro que os adversários fazem". "Vamos ganhar as eleições mostrando o povo, o que fizemos nesse país. Se ele [Serra] não tem o que mostrar, paciência, pois nós temos o que mostrar", afirmou ele.
Lula ironizou, ainda, a exibição de sua imagem na propaganda eleitoral de José Serra. "Ele resolve me colocar na televisão do programa. Dizendo que 'sou amigo do Lula, conheço há mais tempo que ela'. E aí eu fui para TV dizer que sou amigo dele, mas que a minha candidata é Dilma Rousseff", declarou. Disse ainda que Serra não faz comício, mas somente passeatas. "É até capaz de ele aparecer para desfilar no Sete de Setembro. Talvez não tenha coragem de fazer um ato para juntar gente na praça", declarou.
Dilma Rousseff
A presidenciável petista afirmou, durante o comício, que a oposição tem apelado para "uma porção de falsidades" e de "factóides" na campanha eleitoral. Ela já havia dito nesta segunda-feira que não vai "baixar o nível" na campanha eleitoral.
"Na campanha eleitoral, eles apelam para uma porção de falsidades, para uma porção de factóides. E fazem o segundo erro que eles empre cometem. Subestimam a inteligência e a capacidade do povo deste país. Sempre subestimaram. Não entendem que a gente governou não para uns poucos. Que nós governamos procurando o interesse de todos brasileiros", disse a candidata.
Segundo Dilma, não há necessidade de baixar o nível no debate. "É mostrar que o Brasil está seguindo o rumo certo e que vai continuar seguindo esse rumo".
Ela também disse que, em 2003, a oposição tinha medo de que um metalúrgico fosse um "excelente governante e desse certo". E acrescentou: "Agora, eles estão com medo de uma mulher dar certo. E essa mulher vai ser a primeria presidente do Brasil", declarou.
Fonte: G1 da Globo

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...