Compre Agora

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Inspetor Civil de Senador Pompeu chama PMs de bostas, filho da puta e bichos fuleragem


Um linguajar que deve ser reprovado em qualquer repartição pública. 
Uma ocorrência nada comum daquelas que são registradas no cotidiano da região do Sertão Central cearense e para a surpresa aconteceu na cidade que tem sido palco de verdadeiros escândalos políticos, mas dessa vez envolvendo policiais militares com um Inspetor da Civil
Os fatos 
Policiais Militares do Destacamento de Senador Pompeu, quando da conclusão de flagrante no art. 163 CPB( danos ao patrimônio), após levar o flagranteado até uma viatura para condução a Cadeia Pública, foi percebido pelo escrivão que estava de plantão que um veículo não identificado, estava estacionado em frente a Delegacia Regional, o mesmo solicitou que fosse abordado, pois estava sozinho na delegacia naquele momento. Os PMs iniciaram a abordagem chamando pelo condutor do veículo para que saísse e se identificasse, porém sem resposta.

De acordo com o boletim enviado a redação do portal Revista Central, os policiais Militares ao perceber que havia uma pessoa dentro do veículo continuaram por várias vezes pedindo para o condutor respondesse, mas sem sucesso, quando inesperadamente o condutor abre a porta já nos xingando e nos perguntando: “que baitolagem era essa, eu tô na frente da minha delegacia e não vou permitir bosta, filho da puta nenhum viçar comigo”, segundo o boletim foram as palavras usadas pelo inspetor Alexandre na ocorrência.
Não conformado os inspetor continuou a falar, “uns bichos fuleragem desse! uns merdas desses! eu tô no meu carro e não permito isso não”, cita a ocorrência. Os policiais Militares pediram respeito e que ele não continuasse o xingamento.
Quando os policiais saíram novamente para continuar a condução do flagranteado a cadeia pública, o inspetor insistiu com os xingamentos: que baitogem é essa? Batendo no meu carro! Eu tô na frente da minha delegacia”, acusa no relatório.
Naquela ocasião o próprio inspetor trajava apenas uma calça jeans. Então o cabo Edmilson disse que se ele continuasse o xingamento daria voz de prisão, ficando notável que inspetor Alexandre estava descontrolado e não atendia a guarnição da Polícia Militar, então lhe foi subtraída tempestivamente a arma da cintura, momento em que resistiu a prisão  e o foi conduzido à delegacia. Nesse meio tempo, por conta de toda a guarnição ter se empenhado em desarmar e conduzir o inspetor Alexandre, percebemos que neste meio, o flagranteado no art. 163 evadiu-se do local (sendo recuperado logo após).
O inspetor Alexandre, mesmo diante da voz de prisão, continuou com ameaças e desrespeito com a guarnição de serviço. Todo fato foi comunicado imediatamente ao Comandante Subtenente Ricarte, o que se fez presente no local registrando. O delegado Dr. Hélio, foi orientado pela Promotora de Justiça para que procedesse com o TCO contra o inspetor Alexandre por desacato a autoridade e que arma do Policial Civil.
Durante esta segunda-feira e terça, nossa equipe tentou falar com o acusado, mas ele não estava trabalhando.
Mais Informações:
Delegacia de Polícia Civil de Senador Pompeu

Rua Francisco Leandro 
Contato: (88)3449-1324 ‎


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...