Compre Agora

terça-feira, 27 de julho de 2010

Trabalhadores participam de gincana na trilha da “Barriguda” em Quixadá

Eles tiraram seus uniformes e foram em missão participar de uma gincana
Conscientes de que o meio ambiente não aguenta mais tanta degradação, trabalhadores da fabrica de calçados Mississipi de Quixadá tem levantado uma importante bandeira, a do meio ambiente. Por meio de palestras e apresentações culturais eles têm buscado pôr em prática toda a lição transmitida no interior da empresa, uma delas é a de fazer a coleta seletiva em casa.
Neste mês de julho foram realizadas inúmeras atividades ecológicas, entre elas uma caminhada ao centenário açude Cedro, na qual recolheram mais de uma tonelada de lixo que estavam aos arredores do açude, além disso, a empresa doou cestas para as barracas. Os colaboradores estão participando de uma disputadíssima gincana ecológica, na qual três equipes buscam ganhar um prêmio que é manter a cada dia os monólitos da cidade ainda mais belo e acessível.
No fim de semana o local para a saudável disputa foi sobre a trilha da “Barriguda” que fica na fazenda Magé, os colaboradores tiveram que ser ágeis e fortes para encontrar os caça-tesouros que foram escondidos em vários locais na exuberante vegetação. Muitos trabalhadores que sempre moraram na cidade afirmam que nunca haviam visitado o local e se surpreenderam ao entrarem em um túnel escavado na rocha de dez metros e para o encanto até uma clareira. No meio existe uma enorme paineira, a "Barriguda" - que dá nome à trilha -, árvore que precisa de cinco pessoas para abraçá-la.
Segundo o coordenador de Recursos Humanos, Sérgio Ônofre, a iniciativa partiu dos próprios trabalhadores há três anos, a cada edição recebe maior adesão dos funcionários. O coordenador faz questão de enfatizar a boa relação de patrão com empregados, para ele, quem trabalha naMississipi pode desfrutar de todos os direitos trabalhistas, além de outros benefícios. Faz questão de dizer que Quixadá foi privilegiada com a instalação da unidade, pois além de gerar quase 700 empregos, não é uma fabrica que polui a cidade, “no interior da nossa empresa há coleta seletiva de lixo, já os materiais descartados são fornecidos para a reciclagem, destaca.
Aos 25 anos, a Revisora de Qualidade Janaína Alves, é uma das engajadas no projeto Eco-Vidas, ela faz questão de destacar que aprendeu ser mais cidadã ao fazer parte do quadro de funcionários, “estou na Mississipi a 3 anos e confesso que lá é uma escola, além de pagar os direitos do trabalhador, permiti que a gente desenvolva iniciativas importantes como esta”. Na mesma linha de elogios, Ivonete Simão de Lima, 37 anos, Serviços Gerais, fez questão de levar seu filho, ela não escondia a alegria por estar participando daquele momento, para ela trabalhadora, além de participar da gincana, tem a oportunidade de conhecer melhor a beleza da cidade, “a gente conhece o município e só assim cuida melhor dele ao ver tanta beleza, além de poder ter momentos de entretenimentos com os colegas”.
Ao término de mais uma etapa da gincana os trabalhadores aproveitaram para degustar ao som de violão uma super feijoada com muita bebidas. Na próxima sexta-feira, 30, será encerrada a programação com uma passeata e com apresentações culturais e um desfile para escolher a Miss Ecologia e o Mascote da empresa.

Por Jackson PerigosoSeja nosso repórter! Aconteceu algo na sua rua? Então nos informe: contatos@revistacentral.com.br ou (88) 3412-3125 / 9914-6853 / 9268-4908

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...