Compre Agora

quarta-feira, 7 de julho de 2010

´Padre lobisomem´ vira boato em Santana do Cariri

Autoridades de Santana do Cariri adotaram restrições à Festa da Padroeira, causando protesto

Santana do Cariri. A festa de Nossa Senhora Santana, padroeira deste Município, está sendo marcada por um acontecimento inusitado. O evento, marcado para o período de 16 a 26 próximos, já começa no próximo sábado, com o chamado "Pré-Pau", ou seja, o carregamento do pau da bandeira da santa. O inusitado é que surgiu um boato na cidade de que o padre Adalmiran Vasconcelos, vigário da cidade, estava "virando lobisomem".

A informação foi desfeita com a identificação de um grupo de jovens que estava ocupando, durante a madrugada, o Centro Paroquial de Santana do Cariri, com o objetivo de fazer medo ao padre, em represália porque a coordenação da festa não está permitindo realizar eventos culturais, considerados "profanos", junto com a programação religiosa, formada por missas, procissões e novenários.

O vigário, com o apoio do prefeito e do Ministério Público, vem dando um sentido mais cristão à celebração da festa da padroeira. Segundo o sacerdote, os festejos estavam sendo desvirtuados, principalmente por ocasião do carregamento do pau da bandeira. Ele considera que esta parte da programação havia se transformado em um "verdadeiro carnaval fora de época", com trios elétricos e blocos carnavalescos, que distribuem camisetas "com mensagens indecorosas", que se confundem com a festa religiosa. Numa das camisetas estava escrito na frente "Tem um corno me olhando", e nas costas, o anúncio da festa. Tinha até o "bloco dos biriteiros" que, segundo o padre Adalmiran, é um incentivo ao consumo de bebida alcoólica.

"Diante dessa ameaça à moral e aos bons costumes e, notadamente, em defesa de jovens que estão sendo induzidos ao uso de drogas, nós assinamos o Termo de Ajuste e Conduta, limitando os excessos da festa profana", esclarece o sacerdote. O posicionamento do vigário de Santana do Cariri recebeu o apoio do cura da Catedral do Crato, padre Edmilson Ferreira, que defendeu a necessidade de dar um "sentido mais cristão" à festa e criticou o "desvirtuamento e profanação" de alguns eventos da Igreja Católica.

Protesto de jovens

Revoltados com o comportamento do padre, que liderou a campanha de moralização, um grupo de jovens resolveu espalhar a notícia na cidade de que o padre estava virando Lobisomem. Durante um dia da semana, sempre nas madrugadas da sexta-feira para o sábado, os jovens se escondiam dentro do Centro Paroquial e ficavam uivando com o objetivo de fazer medo ao padre. Apesar do barulho e da movimentação de curiosos que eram acordados de madrugada com os gemidos que saíam do Centro Paroquial, o padre continuava dormindo. Com o quarto fechado, ele nunca ouviu o barulho. Mas tomou conhecimento do boato de que ele estava virando lobisomem.

Casa mal assombrada.

O mito foi alimentado com a lenda de que o local era mal-assombrado. Na construção do Centro Paroquial, foi encontrada nas escavações uma ossada humana. Depressa, o boato se espalhou, juntando a outras crendices como mula-sem-cabeça, caipora, pai da mata, mãe d´água e alma penada que povoam o imaginário popular.

Polícia

O vigário, então, solicitou a intervenção do sargento Neto, comandante da Unidade Policial de Santana do Cariri, que colocou um policial disfarçado na praça ao lado do Centro Paroquial. O policial flagrou o grupo de jovens dentro do Centro Paroquial, uivando como lobisomem. Com este procedimento, a Polícia pôs fim à boataria que tirou o sossego do vigário e da comunidade de Santana.

Na delegacia da cidade, de acordo com o escrivão, José Francisco do Nascimento, conhecido por "Zé Pretim", não foi registrado oficialmente o Boletim de Ocorrência. O escrivão desconhece a detenção de alguns dos jovens, todos menores de idade. O chefe da unidade policial, sargento Neto, não foi localizado até o fechamento desta edição.

A opinião da juventude de Santana do Cariri encontra-se dividida. Enquanto uns acham que o padre está exagerando, outros entendem a exigência do sacerdote como positiva. Os integrantes dos blocos, que não querem se identificar, dizem que, na maioria dos distritos, a festa religiosa não está sendo mais misturada com a profana. "Está havendo uma pequena resistência entre os jovens da cidade", complementam.

Corte da madeira

A festa de Nossa Senhora Santana, padroeira de Santana do Cariri, é realizada de 16 a 25 de julho. Mas a movimentação começa no sábado, dia 10, com a festa do "Pré-Pau", no clube Beira Rio. Dois paus grandes são cortados no Sítio São Gonçalo e levados para o distrito de Inhumas, a 2km da cidade, onde os dois troncos são emendados.

No sábado seguinte, dia 16, o pau é conduzido nos ombros dos devotos de Nossa Senhora Santana para a Igreja Matriz do Município, onde os festejos são abertos, oficialmente, prolongando-se até o dia 25.

Missas, novenas e procissões formam a programação religiosa conduzida pela Paróquia de Santana do Cariri.

MAIS INFORMAÇÕES 
Paróquia Senhora Santana, Casa Paroquial
(88) 3545.1330/ 3545.1119
Santana do Cariri (CE)

Festejos

10 dias de festa integram a programação em homenagem à padroeira Nossa Senhora Santana, em Santana do Cariri. Festejos vão de 16 a 25 de julho, com o "Pré-Pau", neste sábado

Antônio Vicelmo
Repórter Diário do Nordeste


Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...