Compre Agora

terça-feira, 6 de abril de 2010

EXCLUSIVO: Terceirizados da Coelce devem parar atividades nesta terça-feira no Sertão Central

Os trabalhadores terceirizados da área de atendimento executivo da COELCE devem parar suas atividades nesta terça-feira (06/04), o sindicato da categoria SINDELETRO, vem negociando desde janeiro a melhoria salarial dos trabalhadores terceirizados, até agora não houve acordo entre o sindicato e os dirigentes das empresas que prestam serviços para Companhia Energética do Ceará.

A Revista Central teve acesso à informação em primeira mão de que as Agências de Quixadá, Ibaretama, Madalena e Quixeramobim, todas no Sertão Central deverão fechar as portas nesta Terça-feira para atendimento ao público, a paralisação foi decidida agora a pouco em reunião dos trabalhadores com o sindicato da categoria, outras agências no estado também vão aderir a paralisação.

No site do Sindicato que representa a categoria SINDELETRO afirma que os dirigentes das empresas são intransigentes quando apresentaram a proposta de reajuste salarial que considera apenas 4,11% para todos os pisos. A única exceção é o piso inicial, que terá o mesmo valor do Salário Mínimo - com isso, o piso salarial mínimo da categoria ficaria em R$ 510,00. Para o segundo ano do acordo (2011), não foi apresentada uma proposta de reajuste salarial.

Para todas as demais cláusulas (inclusive as que tratam da Assistência Médica e Vale Alimentação), as empresas não apresentaram propostas de melhoria para este ano, o que não só desrespeita, mas também frustra as expectativas de toda a categoria, que espera recuperar as perdas dos últimos anos frente ao salário mínimo. No caso do Vale-Alimentação, não houve proposta de reajuste para o primeiro ano, e a proposta das empresas é que os trabalhadores continuem a receber os vales no valor de R$ 6,80. No segundo ano (2011), o valor proposto foi de R$ 7,00, o que representa um reajuste insignificante frente à reivindicação dos trabalhadores, que é obter um tíquete no valor de R$ 12,00 já este ano. Para o segundo ano, a proposta do sindicato é de um tíquete de R$ 15,00. 

Ainda segundo o site do próprio sindicato o mesmo tentou negociar várias vezes marcando reuniões para negociarem os reajustes com propostas e contra-propostas o que não aconteceu por pedido do sindicato patronal, a reunião que acorreria na terça-feira (30/03) foi adiada para o dia 13 de abril, para o sindicato isso aumentou ainda mais a decepção dos trabalhadores.

Sindeletro alertou a Coelce
Na tentativa de alertar a Coelce para a situação dos trabalhadores terceirizados, a representação dos trabalhadores no Conselho de Administração da Coelce cobrou providências para os pontos que mais tem causado angústia e insatisfação na categoria. Em ofício enviado no dia 17 de março, o representante dos trabalhadores no Conselho Administrativo da Coelce, Fernando Avelino e o presidente do Sindeletro, Flávio Uchoa, chamam a atenção da Coelce para a extrema indignação que as propostas apresentadas até agora pelos patrões na Campanha Salarial tem causado na categoria e acrescentam que isso “pode desencadear um processo de paralisação”.

Por fim, o ofício alerta a Coelce para as dívidas trabalhistas das empresas terceirizadas, identificadas pelo Sindeletro durante a homologação de rescisões. A lista de empresas inclui: Provider, Eletrocariri, JVC, FIMM Brasil, Proconcel, Nery e Lucena, Lúmen e Ativa-Global.

Nesta terça algumas agências do Sertão Central irão paralisar suas atividades um aviso claro para que as empresas negociem com o sindicato, quem procurar as agências da Coelce de Quixadá, Ibaretama, Quixeramobim e Madalena irão encontrar as portas fechadas.

Nossa equipe entrou em contato com o Sindeletro e aguarda contato sobre a greve dos atendentes que segundo informações deve se estender as outras áreas de atendimento da Coelce que são feitas por empresas terceirizadas, aos poucos outras agências também devem adotar a greve.

Com informações do site do SINDELETRO
Karpegeanne Vieira
Correspondente da Revista Central em Ibaretama

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...