Compre Agora

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Filme gravado em Quixadá e Quixeramobim será distribuído pela Califórnia filme

Por Fenando Ivo
Entre atores e equipes técnicas e de apoio formada por profissionais brasileiros e norte-americanos.
A equipe do longa-metragem “Área Q”, co-produção Brasil/Estados Unidos, anuncia parceria com a California Filmes para a distribuição da obra em circuito comercial brasileiro a partir de 13 de abril. No mercado desde 1991, a California tem como principal objetivo apostar em filmes que unam qualidade e força comercial. Esse ano, a distribuidora também será responsável pelo lançamento do nacional “Bonitinha, Mas Ordinária” (2009).

Estrelada por Isaiah Washington (o Dr. Burke da série “Grey’s Anatomy”), Murilo Rosa (“Orquestra dos Meninos”) e Tânia Khalil (da novela “Fina Estampa”), a ficção científica transcedental é baseada em pesquisa sobre relatos de Objetos Voadores Não-Identificados, contatos imediatos e abduções. A direção ficou a cargo de Gerson Sanginitto (co-diretor de “Beyond the Ring”) enquanto a produção é do realizador cearense  Halder Gomes (“As Mães de Chico Xavier”).  
Filmado no interior do Ceará, nas cidades de Quixadá e Quixeramobim, com locações também em Los Angeles, Estados Unidos, o longa traz a história de Thomas Mathews (Washington), um conceituado repórter cuja carreira entra em declínio depois do desaparecimento de seu filho. Seu chefe e amigo, Dylan, a fim de ajudar, oferece a ele um projeto especial para o qual Thomas terá de viajar para o Brasil para investigar OVNIs e abduções.  
No local, o jornalista irá encontrar histórias impressionantes, como João Batista (Rosa), um sertanejo local que tem muitas explicações sobre o que tem ocorrido naquela região e acima de tudo sobre o seu filho. Inicialmente, Thomas resiste em acreditar no que tem testemunhado. Mas, aos poucos, vai perdendo o ceticismo diante dos eventos inexplicáveis que irá presenciar.  
Os efeitos especiais ficaram a cargo do premiado cineasta cearense Marcio Ramos (do curta“Vida Maria”). O longa envolveu cerca de 300 pessoas durante sua produção e pós produção, entre atores e equipes técnicas e de apoio formada por profissionais brasileiros e norte-americanos.  
Com informações do portal Cinema com Rapadura.


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...