Compre Agora

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Denúncias sobre distribuição de privilégios em setores das administrações de Quixadá

Por Fábio de Oliveira
Adriana Severo afirmou em plenário que existem corporativismos nos contratos.
O desabafo da vereadora Adriana Severo (PV) desferido no plenário da Câmara Municipal de Quixadá na ultima sexta-feira (11), fez reascender uma antiga discussão sobre privilégios e corporativismo que acontecem nas administrações publicas do município de Quixadá. A vereadora afirmou que políticos e gestores petistas das últimas administrações sempre interviram de forma antidemocrática nas escolhas de prestadores de serviços para o município.

Severo afirmou que os 13 transportes que fazem rotas escolares no distrito de Cipó dos Anjos sempre foram escolhidos pela família Buriti, inclusive citou nomes de pessoas ligadas aos familiares e apaziguados políticos que dão sustentação e apoio as campanhas de Rosa e Airton Buriti na região. Esse quadro de corporativismo se estende a todos os distritos onde vereadores, secretários e lideranças escolhem prestadores de serviços como moeda de troca para futuro apoio nas eleições, não existem concorrências públicas para o serviço, nem mesmo para contração de pessoal.
Os privilégios nas indicações abrem procedentes perigosos para um quadro de beneficiamento próprio dos gestores. A redação da Revista Central recebeu informações sobre vereadores que por meio legal contratam carros em nomes de parentes e de pessoas ligadas a família, só para dar destaque um só vereador possuía cinco automóveis em nome de terceiros, prestando serviço para a antiga administração, esses contratos vão desde transporte escolar a carros particulares que beneficiam os próprios gestores, os motoristas que também são prestadores de serviço também são indicados pelo gestor (vereador, secretário).
Não há qualquer fiscalização para combater esse quadro de corporativismo nas administrações publicas. Os vereadores que representam essas comunidades deveriam denunciar essas irregularidades, mas a maioria constroem seus alicerces e bases politicas em cima desses benefícios viciosos, uma situação lamentável que se quer merece discussão no plenário da câmara. No caso da vereadora Adriana Severo, o desabafo é para justificar que a nova administração a coisa mudou em seu distrito, mas essa mudança não se sabe se é verdadeira ou trocou seis por meia dúzia.
Comente essa matéria e seja nosso seguidor no facebook.

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...