Compre Agora

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Câmara de Ibaretama acata denúncias e cassa Picanço do cargo de Presidente

Picanço continua vereador mais perde o cargo de Presidente da Câmara de Ibaretama por 7X1 em votação tranqüila e sem discussões.

TRANQUILA. Foi assim que transcorreu toda a sessão de julgamento do parecer final da Comissão Processante que apurava denúncias contra o então Presidente da Câmara Municipal de Ibaretama João Vieira Picanço (PSB), a sessão marcada para as 10hs, começou com 10min de atraso devido a um problema no sistema de som da casa. O vereador presidente da Casa Francisco Oliveira Filho, declarou aberta a sessão observando o numero de vereadores que eram suficientes, o vereador João Vieira Picanço chegou com um pequeno atraso.
O presidente da Comissão Processante, vereador Aldenor Freitas de Queiroz leu todo o teor do parecer final da comissão processante, leitura cansativa e longa, porém, acompanhada de perto pela população que não arredou o pé do legislativo municipal. O relatório final e parecer dado pela comissão pediram baseado nas apurações realizadas nos 90 dias à cassação de Picanço do mandato de vereador e a perca do cargo de Presidente da Câmara de Ibaretama.

No pronunciamento dos vereadores, apenas os vereadores que fizeram parte da Comissão Processante e o vereador Carlinhos fizeram uso da palavra. A vereadora Elíria Queiroz, relatora do processo disse apelar para a consciência de cada vereador e disse que durante todo o processo estiveram garantidos todos os direitos de defesa e do contraditório do acusado. Já o vereador Carlinhos disse em seu pronunciamento que fica triste em ver o que está acontecendo na Câmara de Ibaretama e pediu para que os vereadores respeitassem a casa e não trouxessem problemas externos para o legislativo municipal.

Em sua defesa Picanço rebateu todas as acusações e afirmou ser um julgamento político, ao mesmo tempo em que o mesmo disse não ter sido assegurado o direito amplo de defesa e do contraditório. Picanço disse estar saindo com a alma lavada e a certeza do dever cumprido, sem culpas, acusou a comissão de ter manipulado o processo e afirmou que o vereador presidente Aldenor Freitas e a Vereadora relatora Elíria Queiroz estavam usando de retaliação por que segundo Picanço os mesmos achavam que ele havia contribuído para a cassação do Ex-Prefeito de Ibaretama Sr. Raimundo Viana de Queiroz o Raimundinho Pai e Sogro dos vereadores respectivamente.

Vinte denúncias ao todo foi o parecer final da Comissão Processante, pedindo a cassação de Picanço do mandato de vereador e do cargo de Presidente da Câmara, O Plenário rejeitou por unanimidade 4 (quatro) denúncias e colocou em votação outras 16 (dezesseis) acusações, em todas as votações o resultado foi o mesmo 7 (sete) votos cassando o cargo de presidente 1 (um) voto absorvendo e 1 (uma) abstenção. Com esse resultado João Vieira Picanço perde o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Ibaretama e continua sendo vereador de Ibaretama legislando ainda naquele poder.

Até o final da sessão que teve a presença do Procurador Municipal Major Lucas Evangelista e do assessor jurídico da Câmara, a população manteve-se atenta a todos os movimentos dos vereadores e acompanhou de perto o desenrolar do julgamento que terminou por volta das 14hs e 45min.

As fotos e vídeos estarão disponíveis a partir de amanhã

Um comentário:

Anônimo disse...

rapaz quem tem que julgar e dizer que estar certo ou errado e a justiça ou o tcm,essa denuncia foi uma imoralidade e uma jogada politica,de um lado a nora e o filho de quem ele mais denunciol e do outro lado a equipe do mensalinho a que ele dava as assessoria a mais para se manter no cargo,tinha que pagar para ser presidente,nao e essa minuria de vereadores enciumado com o seu crescimento no municipio que vai fazer mudar a opiniao do eleitor de ibaretama contamos com vocë em 2012 e hora de mudança e o povo aposta no senhor.

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...