Compre Agora

sábado, 26 de setembro de 2009

Ivanice Oliveira de Ibaretama é protagonista do média metragem "Abduções em Quixadá"


Abduções em Quixadá é o filme produzido pelo professor de Física, Alexandre Pinheiro, com atuação dos alunos

Quixadá. Enquanto os produtores de "Área Q" iniciam as filmagens do longa-metragem de ficção científica sobre a presença de OVNI´s (Objetos Voadores Não-Identificados) e seres extraterrestres numa região peculiar do Sertão do Ceará, nos municípios de Quixadá e Quixeramobim, o professor de Física da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc), Alexandre Gonçalves Pinheiro, ou simplesmente Agopin, realiza as últimas tomadas de sua primeira obra cinematográfica, coincidentemente abordando a Ufologia.

O roteiro é similar, mas conta com a criatividade do diretor. Os relatos dos moradores são praticamente idênticos. Mas os equipamentos utilizados e os custos da produção são muito diferentes. Em sua obra alternativa, como o próprio professor define, não há nenhum investimento milionário e nem equipamentos sofisticados, apenas uma câmera digital de alta resolução, alguns minutos nas tomadas das cenas e horas diante do computador. Os atores são seus alunos e alguns convidados da comunidade local.

Mesmo assim, Pinheiro promete surpreender os espectadores com sua técnica, simples, mas rica em efeitos visuais. Estes são produzidos com a utilização de sofisticados programas de Informática. A técnica é a mesma utilizada na edição das grandes produtoras. O filtro especial, por exemplo, é o mesmo utilizado em "Planeta Terror", de Quentin Tarantino, o que garante a qualidade de seu filme, ainda sem data marcada para estréia, provavelmente no campus da Feclesc. Também pretende inscrever seu trabalho cinematográfico no Cine Ceará.

"Abduções em Quixadá" foi o título escolhido para o média-metragem de 40 minutos. O roteiro, elaborado no ano passado, explora exatamente as experiências narradas por quem diz ter sido capturado por alienígenas e no seu corpo teve implantado um chip. Para atrair a atenção do público, o professor produtor resolveu associar uma exagerada dose de terror a um trágico e misterioso desfecho para suas abduções. "Até mesmo os atores ficarão surpresos", completou o produtor.

O estudante Jonatan James Pinheiro Rodrigues é um deles. Recebeu o papel principal. Ele está no 5° semestre de Física da Feclesc. Aposta na idéia do professor e na possibilidade de ser revelado para o "mundo do estrelato". Ele garante não haver segundas intenções ao aceitar o convite. O ator amador mora em Uruquê, distrito do município de Quixeramobim.

Coube a Ivanice de Oliveira, aluna do curso de Biologia, contracenar com Jonatan Rodrigues. Ela é a namorada do jovem "Pedro", contaminado pelos seres invasores do planeta Terra. Será uma espécie de heroína. Assim como o colega, também é da zona rural, de Nova Vida, no município de Ibaretama, vizinho a Quixadá. Cursou apenas uma disciplina com Pinheiro: Física Básica. Mesmo assim, foi o suficiente para acreditar no projeto do mestre. Ela também é professora, do Ensino Médio. Sonha em brilhar no mundo artístico.

Sobre os seres de outros planetas, o trio protagonista da película tem basicamente a mesma opinião. Avaliam a hipótese da existência como aceitável. A aluna-professora confessa até já ter corrido com medo de alguns na adolescência. Mas o professor fecha a questão, baseando-se na Teoria da Evolução, em que o homem acredita que é o único ser racional criado por Deus. Para não polemizar, por enquanto preferem explorar a imaginação, por meio da sétima arte.

Coincidências


Embora as duas produções sejam bem diferentes, tanto em termos técnicos como econômicos, e seus produtores não se conheçam, a reportagem constatou algumas peculiaridades. Além da mesma abordagem, Halder Gomes, do "Área Q", viveu sua infância em Senador Pompeu, no Sertão Central do Ceará, onde Alexandre Pinheiro nasceu. O primeiro desponta como um gênio do cinema e mestre em taekwondo. O segundo é PhD em Física, pela Universidade Federal do Ceará. Ambos falam inglês fluentemente.

Até nas filmagens existem algumas aposições. O casal romântico de "Área Q" contracenará esta semana na passarela do Açude do Cedro. No mês passado, os namorados de "Abduções em Quixadá" participaram de cena parecida no mesmo local. Ali, diante de uma das mais belas paisagens do Ceará, tendo o enorme monólito da Galinha Choca ao fundo, a primeira dupla será incomodada por um grupo de adolescentes enquanto se beija. A segunda dupla será importunada por vermes de outro planeta.

As duas produções serão concluídas nos Estados Unidos. O restante das cenas de "Área Q" será no Arizona e as últimas tomadas de "Abduções em Quixadá" no centro espacial da Nasa, no Cabo Canaveral, na Flórida (EUA). Pinheiro está viajando para lá, onde complementará estudos de especialização em Física. Parte do doutorado dele foi realizado em Houston, no Texas, onde nasceu o ator principal de Área Q, Isaiah Washington.

IDEAL

Com persistência e tecnologia podemos transformar nossos sonhos em realidade"
Alexandre Gonçalves Pinheiro
Doutor em Física

Mais informações

"Abduções em Quixadá"
(85) 8701. 4036, Alexandre Pinheiro
agopin@agopin.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


ALEX PIMENTEL
COLABORADOR/DIÁRIO DO NORDESTE
Matéria Autorizada: Revista Central de Quixadá.

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...